Autoridade espiritual – parte 1

Autoridade espiritual – parte 1
Texto: Romanos 13: 1-2
Introdução: Adão tinha autoridade delegada por Deus. Isto significa que tinha liberdade para exercer sua autoridade sobre a criação, mas devia manter-se em obediência e sujeição a autoridade legítima e absoluta que estava por cima dele: Deus. Quando o homem desobedeceu a Deus e deu ouvidos a serpente, se rebelou contra a autoridade de seu Criador, e sem saber, se submeteu a autoridade de Satanás. Ao fazê-lo, perdeu também sua autoridade sobre a criação, e Satanás ganhou domínio sobre ele e sobre o mundo; domínio que mantém até o dia de hoje (Lucas 4:6).
O que significa autoridade?
Significa “poder, domínio, soberania, poder que exerce uma pessoa sobre outra que lhe está subordinada”. Como por exemplo, o pai sobre o filho, o comandante sobre o soldado, etc.[post_ad]Uma pessoa que está em autoridade é alguém revestido de poder ou mando sobre uma ou mais pessoas

1. Origem da autoridade

A. Deus é toda autoridade. A Bíblia ensina que a origem da autoridade está em Deus. O mais amplo e concreto conceito de autoridade se encontra em Deus mesmo. Seu reinado se fundamenta na autoridade. Na Palavra encontramos características de Deus como autoridade:
1. Deus é Todo poderoso (Gênesis 17:1 - Apocalipses 1:8).
2. Deus é Soberano (Atos 4:24, I Timóteo 6:14-15).
3. Deus é Criador e Poderoso (Jeremias 32:7).
4. A Deus pertence o Reino, o poder e a gloria (Mateus 6:13).
B. A Deus pertence toda autoridade. Na Palavra de Deus encontramos que:
1. Cristo tem autoridade (Mateus 28:18).
2. Toda autoridade procede de cima (João 19:11).
3. Deus é soberano, é Senhor; tem todo domínio e autoridade sobre toda a criação e sobre todos e cada um de nós.
C. Devemos nos submeter a essa autoridade. É indispensável para todo cristão ter um encontro com a autoridade direta que é Deus. Saulo não estava sujeito a autoridade de Deus ainda que acreditasse estar.  Paulo teve seu primeiro encontro com a autoridade direta de Deus ao encontrar-se com Cristo ressuscitado no caminho de Damasco.

2. Origem da rebeldia

Na Palavra encontramos que a origem da rebeldia está em Satanás.
A. No coração de Satanás havia orgulho e soberba. “Serei semelhante ao Altíssimo” (Isaías 14:12-15).
B. O coração de Satanás estava cheio de maldade, iniquidade e exaltação, por causa do que ele era e por isso se rebelou contra Deus.  Essa foi a origem da rebelião e foi lançado fora da presença de Deus e desde então procura fazer que todos os homens sigam seus passos de rebeldia. (Ezequiel 28:13-17 - Gênesis 3:1-5).

Conclusão: Deus tem todo poder, domínio e autoridade.  Pode mandar ou executar qualquer coisa. Como discípulos de Cristo, primeiro precisamos de um encontro com a autoridade de Deus. Para entender a autoridade, precisamos revelação de Deus em nossos corações, e para que haja submissão é preciso excluir o “Eu” de nossos corações. É preciso coloca Deus como prioridade em nossas vidas sendo obedientes e submissos a Ele.

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Autoridade espiritual – parte 1 Reviewed by Aldenir Araujo on sexta-feira, abril 15, 2011 Rating: 5

Um comentário:

  1. Infelizmente, muitos membros das nosssas denominações não respeitam mais as autoridades eclesiásticas que Deus constituiu (uma das razões pra termos tantas igrejas divididas). Por outro lado, muitos líderes se aproveitam dessa autoriade para impor seus próprios desejos humanos (uma das razões pra termos tantas igrejas divididas).
    Deus tenha misericórdia de nós!

    ResponderExcluir

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.