Ana: A oração persistente de uma mãe

Ana: A oração persistente de uma mãe
Texto: 1 Samuel 1:1-11
Introdução: Todos nós sabemos sobre a oração. Nós oramos por nós mesmos, nós oramos por amigos, oramos por estranhos, oramos por todos os tipos de situações. Às vezes, vemos nossas orações respondidas rapidamente, às vezes mais tarde, às vezes não. Havia uma mulher no Antigo Testamento chamada Ana, que orava e orava e orava e, finalmente, Deus ouviu sua oração e respondeu. 
Sua persistência na oração é um excelente exemplo para nós hoje

I. A mulher, Ana não tinha filhos, era estéril.

1. Todas as suas amigas tinham filhos, até mesmo a outra esposa do seu marido tinha filhos, e Ana estava profundamente angustiada.[post_ad]2. Sua depressão e angustia desgostava seu marido Elcana muito.
3. A outra esposa do seu marido (Penina) que tinha filhos zombava de Ana e estava com ciúmes porque seu marido parecia importar-se mais com Ana do que com ela.
4. Havia a crença de que Deus tinha relações direitas em ter filhos e se a mulher não tinha filhos, era um sinal de pecado em sua vida.
a. Infelizmente, hoje, as pessoas tiram a vida da criança antes de nascer, alguns fetos são encontrados em latas de lixo.

II. Ana orou por um filho.

1. Ela ia anualmente ao templo em Siló, e orava e orava para que Deus lhe desse um filho.
2. Ela estava constantemente em oração em casa por uma criança.
3. Finalmente Ana fez uma aliança com Deus:
a. Para um filho.
b. Ela promete devolver o filho a Deus para que Deus o use.
4. As pessoas continuam tentando fazer acordos / alianças com Deus.
5. Ana orou tão intensamente, tão frequentemente no templo que o sacerdote Eli pensou que ela estava bêbada.

III. Deus ouviu sua oração persistente.

1. Deus cumpriu Sua parte na aliança / contrato e deu a Ana um filho.
2. Ana chamou seu filho "Samuel" que significa "pedido a Deus"
3. Deus tem feito alianças com outras pessoas através dos tempos, Adão, Abraão, Noé, Israel, Davi e conosco - se cremos em Seu Filho, Jesus, Ele vai nos dar a vida eterna.

IV. Ana levou Samuel ao templo.

1. Quando seu filho tinha 3 (três) anos, Ana o levou ao templo.
2. Ana dedicou Samuel ao Senhor.
3. Ana, entre lágrimas, manteve a sua parte na aliança / acordo.
4. Tente imaginar os sentimentos de Ana quando ela levou seu filho pequeno para o templo, sabendo que ela teria que deixá-lo lá. Agora tente imaginar os sentimentos dela quando ela saiu pelas portas do templo deixando seu filho lá onde ele permaneceria o resto de sua vida. Que mãe!

Conclusão:
1. A persistência na oração é sempre recompensada por Deus.
2. Ana foi abençoada por Deus com três filhos e duas filhas.
3. Somos cristãos por causa das orações persistentes de alguém.
4. Desconhecido para muitos, suas vidas têm sido guardadas por causa da oração persistente.
5. É sempre assim com Deus. Seja persistente na oração e sempre haverá recompensa.
6. "... Pedi, e dar-se vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se vos-á..."  Mateus 7:7 – “...Nada tendes, porque não pedis…” Tiago 4:2
7. Ana é um exemplo maravilhoso de ser persistente na oração e em ser uma mãe que honra a sua aliança com Deus.

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Ana: A oração persistente de uma mãe Reviewed by Aldenir Araujo on quinta-feira, abril 28, 2011 Rating: 5

Um comentário:

  1. MUITO INTERESSANTE ESSA MENSAGEM ...WILL
    GOSTO MUITO DA HISTÓRIA DE ANA...ME INSPIRA!!
    FICA NA PAZ...UM ABRAÇO.

    ResponderExcluir

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.