Uma visita ao Calvário

Uma visita ao CalvárioTexto: João 19:16-18
Introdução: Hoje, eu quero lhe convidar para fazermos uma visita ao Calvário. Se você é um filho de Deus, você já esteve lá, pois foi lá que você conheceu Jesus no momento da salvação. Se você está aqui hoje e você está perdido, você precisa vir hoje para o Calvário, é o único lugar onde você vai encontrar o perdão dos pecados.
Mas a cruz é também um local de aprendizado. Se você vai para Faculdade Nacional de Direito (UFRJ), você vai aprender sobre a lei, se você vai para a Faculdade de engenharia de São Paulo (FESP), você vai aprender sobre engenharia, se você vai para a Faculdade de medicina da UFMG, você vai aprender sobre a medicina. Mas se você for ao Calvário, você aprende sobre a grandeza do amor de Deus e a grandeza do pecado do homem.[post_ad]Ouvi falar de um homem de ciência que estava passeando em uma balsa. Ele estava conversando com um homem inculto na balsa. Ele perguntou-lhe o que ele sabia de Geologia? Ele disse: não sei nada de Geologia. O homem respondeu, bem, então ¼ da sua vida se foi. Ele então lhe perguntou se ele sabia algo de Biologia? Novamente, ele disse que não. O homem disse, bem, ½ de sua vida se foi. Ele ainda perguntou se ele sabia alguma coisa de Zoologia? O homem respondeu-lhe: não, nada. O homem voltou e disse bem ¾ de sua vida se foi. De repente uma onda atingiu o barco, o homem culto caiu na água. O homem inculto gritou com ele, você sabe nadar? Ele gritou de volta, não. Ele disse, então, toda a sua vida se foi.
Se você nunca foi ao Calvário e conheceu Jesus como seu salvador, sua vida está indo embora e se você não vir a Jesus, você vai perder a sua vida no inferno.

I. Observe as razões para a cruz. Mateus 16:21

“Desde esse tempo, começou Jesus Cristo a mostrar a seus discípulos que lhe era necessário seguir para Jerusalém e sofrer muitas coisas dos anciãos, dos principais sacerdotes e dos escribas, ser morto e ressuscitado no terceiro dia”
Por que Ele usa a palavra: "necessário"?
A. Por causa do pecado do homem. Romanos 3:23 - “Porque todos pecaram, e destituídos estão da glória de Deus;”
Porque todos pecaram, e consequentemente são igualmente impotentes e culpados.
A nossa natureza corrupta é claramente revelada quando nossas vidas são medidas pelo padrão absoluto da santidade divina. A Bíblia diz que "todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus". Fazemos uma impressão favorável quando comparado com outros homens, mas nenhum de nós pode se levantar contra o branco puro do caráter de Cristo.
B. Por causa da separação do homem. Isaías 59:2“Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça”
O problema não é com o poder de Deus, o Seu conhecimento, ou seu interesse. O problema é com as nossas iniquidades. O pecado separou você de Deus.
Deus é santo e não pode encarar o pecado, mas na cruz, Jesus estava trazendo a humanidade e Deus juntos. 
Isso o que Jesus fez na cruz, ele tomou a mão de um Deus amoroso e a mão da humanidade pecadora e os uniu mais a sua cruz. E se nós aceitarmos Sua salvação, temos paz com Deus.
C. Por causa da salvação do homem. Romanos 5:9 - “Muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos salvos da ira por meio dele”
Ao custo grande do sangue do Salvador, derramado por nós no Calvário, fomos considerados justos por Deus.

II. Observe a realidade da cruz

A. O sofrimento da cruz foi real. João 19:16“Então, Pilatos o entregou para ser crucificado”
Nós vemos tanto faz de conta em nosso mundo hoje que perdemos o nosso senso de realidade. Mas eu quero que você saiba que a Cruz de Jesus foi real. Não houve dublê, nem sangue falso, nem pregos de borracha, nem cruz de papel, era tudo real. 
Quando bateram na cara dele, era real. Quando eles cuspiram nele, era real. Quando eles batiam nele, era real.  Quando eles pregaram os pregos nas mãos e pés era real. 
Em 21 de marco de 1986, a revista da Associação Médica dos Estados Unidos, publicou uma análise clínica da morte de Jesus na cruz. Repleto de diagramas e linguagem técnica, ela pintou um retrato frio da crueldade humana. O relatório menciona picos de sete polegadas, o trabalho de insetos e pássaros nos olhos das vítimas, orelhas e nariz, perda de sangue continuada e infecção das ferida devido aos flagelo; e mutilações dolorosas do "nervo sensitivo mediano"
Os médicos escreveram que a causa da morte por crucificação são muitos fatores e varia com cada caso. As duas causas mais importantes prováveis foram: choque hipovolêmico e asfixia por exaustão. Outros fatores que poderiam ser incluídos; a desidratação, stress induzido, arritmias e insuficiência cardíaca congestiva com o acúmulo de efusão pericárdica e pleural. A linguagem do artigo é profissional, mas a mensagem é clara. A crucificação teve um efeito catastrófico sobre a respiração, o coração e o organismo em geral. Foi uma morte horrível.
João poupa o sangue, apenas mencionando o fato da crucificação de Jesus. Provavelmente porque a prova verdadeira da cruz era mais espiritual do que físico. Jesus foi feito... pecado por nós (2 Coríntios 5:21) e a ira de Deus que nós merecíamos foi derramada sobre ele: o sofrimento incompreensível!
B. A vergonha da cruz foi real. Mateus 27:35“Depois de o crucificarem, repartiram entre si as suas vestes, tirando a sorte”
Ele foi despido do seu manto diante de uma multidão hostil, ele levou essa vergonha diante deles. 
C. A separação da cruz foi real. Mateus 27:46“Por volta da hora nona, clamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni? O que quer dizer: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”
Ele havia sido abandonado pelos líderes religiosos, por sua família, seus discípulos, por seus amigos, e agora por seu pai. 
Um artista pode pintar as mãos e os pés físicos de nosso Senhor, mas ele não pode pintar o poder de cura das suas mãos e a piedosa caminhada dos seus pés. Ele pode pintar o sofrimento exterior, mas não a causa interior; a maldita árvore, mas não a maldição da lei, levando a cruz, mas não o rumo dos pecados de Seu povo, a taça de vinagre, mas não a taça da ira - o escárnio de seus inimigos e o abandono do pai.
Ele não foi abandonado por causa de seus pecados, pois ele não tinha pecado. Mas ele foi abandonado porque Ele estava levando a culpa de nossos pecados sobre si mesmo.

III. Observe os resultados da Cruz.

A. Pela cruz - Ele comprou nosso perdão. Efésios 1:7“Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo as riquezas da sua graça;”
Redenção implica sempre um preço a ser pago pela liberdade que é comprada, aqui o preço é o Seu sangue. Jesus não nos redimiu por sua vida sem pecado ou de seu exemplo moral, mas apenas através de Sua morte em nosso lugar, pelo seu sangue
Um novo produto chamado "Sacos de culpa descartáveis" apareceu no mercado Norte Americano. Consiste de um conjunto de dez simples sacos marrons, em que foram impressas as seguintes instruções: "Coloque o saco com firmeza sobre a boca, respirar fundo e explodir toda a sua culpa para fora, em seguida, descartar o saco de imediato" A maravilha disso é que a Associated Press relatou que 2.500 kits foram rapidamente vendidos a $2.50 por kit. Será que podemos dispor de nossa culpa tão facilmente. Não há nada nesta terra bastante poderoso em si mesmo para eliminar nossa culpa. Nós não podemos consertar a nós mesmos, que é o que muitos de nós estamos tentando fazer. Aquilo que torna possível o ser perdoado, ser purificado, ser curado, o que torna possível nós recebermos a nossa vida de volta, fresca, limpa e nova, é o poder da graça de Deus na Cruz de Jesus Cristo.
B. Pela cruz, ele comprou a nossa Paz. Romanos 5:1“Justificados, pois, pela fé, temos paz com Deus por nosso Senhor Jesus Cristo”
Antes, quando sob um sentimento de culpa do pecado, não tínhamos nada, mas o terror e consternação em nossas próprias consciências, e agora, tendo nossos pecados perdoados, temos paz em nossos corações, sentindo que toda nossa culpa é tirada. Paz é geralmente o primeiro fruto de nossa justificação. 

Um jovem foi até um ministro, e, em grande angústia por causa do seu estado espiritual. Ele disse ao ministro: "Senhor, você pode me dizer o que devo fazer para encontrar a paz?" O ministro respondeu: "Meu jovem, você está muito atrasado". "Oh!" disse o jovem, "você não quer dizer que eu estou muito atrasado para ser salvo?" "Oh, não", foi à resposta, "mas você está muito atrasado para fazer qualquer coisa. Jesus fez tudo o que precisava ser feito há vinte séculos.”

Conclusão: Houve uma lei em Tóquio, por volta do ano de 1900 que nenhum estrangeiro poderia estabelecer sua residência na cidade, a menos que tivesse um "substituto". Havia nativos que se ofereciam, ou eram contratados para este efeito. Caso o estrangeiro violasse qualquer lei, o substituto sofria a penalidade por isso, mesmo que a pena fosse à morte.
Jesus, na cruz, é o nosso substituto. Ele tomou nosso lugar. Ele pagou a penalidade a nosso favor.

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Uma visita ao Calvário Reviewed by Aldenir Araujo on domingo, dezembro 05, 2010 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.