Aprendendo com os erros de Acabe

MALDADE Texto: I Reis 16: 30,33

Introdução: Estas declarações são bastante incríveis. Quando olhamos para trás, o número de reis perversos de Israel até este momento Acabe foi o pior. Por que ele era tão mal? E o que podemos aprender com o seu mau exemplo? A passagem em que estes versos são encontrados nos dá algumas razões para as declarações.

"Acabe, filho de Onri, começou a reinar sobre Israel no ano trigésimo oitavo de Asa, rei de Judá; e reinou Acabe, filho de Onri, sobre Israel, em Samaria, vinte e dois anos. Fez Acabe filho de Onri, o que era mau perante o SENHOR, mais do que todos os que foram antes dele. Como se fora coisa de somenos andar ele nos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, tomou por mulher a Jezabel, filha de Etbaal, rei dos sidônios; e foi, e serviu a Baal, e o adorou. Levantou um altar a Baal, na casa de Baal que edificara em Samaria. Também Acabe fez um poste-ídolo, de maneira que cometeu mais abominações para irritar ao SENHOR, Deus de Israel, do que todos os reis de Israel que foram antes dele" (I Reis 16:29-33).

Há quatro fatores que contribuíram para Acabe ser classificado como o rei mais perverso. Cada um é algo que devemos evitar na nossa própria vida.

I. Ele não conseguiu aprender com os pecados de seu pai

- Onri, pai de Acabe, era um rei perverso. Tanto assim que as Escrituras dizem que ele "agiu mais perversamente que todos os que foram antes dele" (I Reis 16:25).

- No entanto, Acabe ultrapassou a maldade de seu pai (I Reis 16:30).

- Os pais têm a responsabilidade de levar seus filhos na direção divina (Deuteronômio 11:18-19, Efésios 6:4).

- Mas, independentemente de quão bem um pai ensina, ou quão bem uma criança escuta, cada um ficará sozinho diante do Senhor. "A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniquidade do pai, nem o pai, a iniquidade do filho; a justiça do justo ficará sobre ele, e a perversidade do perverso cairá sobre este" (Ezequiel 18:20 ).

- Apesar de entendermos essa responsabilidade dos pais ensinarem os seus filhos a conhecer e amar o Senhor, há também a realidade de que alguns não são abençoados com pais tementes a Deus. Acabe com certeza não foi. Mas esta não é uma desculpa, como o versículo em Ezequiel 18:20 ressalta. Se esta é sua situação, aprenda com as falhas de seus pais, como Acabe, deveria ter feito. A profecia de Ezequiel fala de um homem mau. Este homem "Eis que, se ele gerar um filho que veja todos os pecados que seu pai fez, e, vendo-os, não cometer coisas semelhantes" (Ezequiel 18:14). Os filhos devem obedecer seus pais "no Senhor" (Efésios 6:1). Se seus pais não estão indo de acordo com as instruções do Senhor, aprenda com os seus pecados, e não faça o mesmo.

II. O pecado era uma coisa comum para ele

- O texto diz de Acabe, "Como se fora coisa de somenos andar ele nos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, tomou por mulher a Jezabel, filha de Etbaal, rei dos sidônios; e foi, e serviu a Baal, e o adorou" (I Reis 16:31). Nós lemos dos pecados de Jeroboão - a criação de ídolos para adoração, fazendo se sacerdote de todas as pessoas, instituindo a sua própria festa para disputar com a festa do Senhor em Jerusalém, queimando incenso e oferecendo sacrifícios (I Reis 12:28-32). Jeroboão tornou-se o padrão de iniquidade. Somos informados da perversidade de Onri em que "andou em todo o caminho de Jeroboão, filho de Nebate, e em seus pecados, que fez pecar Israel" (I Reis 16:26).

- Acabe ultrapassou esse nível de maldade. Ele "fez o mal aos olhos do Senhor mais do que todos os que foram antes dele” (I Reis 16:30). Isto incluiu Jeroboão. Mas o texto diz que era "coisa trivial" para ele viver nesses pecados. Acabe chegou ao ponto em que cometer pecados como estes não era motivo de preocupação.

- Devemos entender que o pecado nunca é insignificante. O pecado nos separa de Deus (Isaías 59:2). O pecado é a razão pela qual Jesus teve que morrer na cruz (I Pedro 3:18). O pecado é o motivo da punição futura (Hebreus 10:26-27). Muitos hoje têm visto o pecado como algo insignificante. Eles agem como se eles não precisassem de autoridade divina por seus atos, mesmo que Paulo disse: "Tudo quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus"(Colossenses 3:17). Eles vivem para cumprir as suas próprias cobiças, apesar do fato de que Pedro nos diz: "abstenhais das concupiscências carnais que fazem guerra contra a alma"(I Pedro 2:11). Quando o pecado é visto como algo insignificante, as maldade serão abundantes. Isso é o que vemos com Acabe. Não podemos deixá-la ser encontrada em nossas vidas.

III. Ele permitiu ser influenciado pelo mal

- - Acabe "se casou com Jezabel, filha de Etbaal, rei dos sidônios” (I Reis 16:31). Jezabel é uma das personagens infames da Bíblia. Seu nome se tornou sinônimo de demônio. Nós também aprendemos com essa passagem que ela era a filha de um rei estrangeiro. Os israelitas foram especificamente advertidos sobre casar com essas pessoas. "nem contrairás matrimônio com os filhos dessas nações; não darás tuas filhas a seus filhos, nem tomarás suas filhas para teus filhos;" (Deuteronômio 7:3). No entanto, Acabe casou-se esta mulher mal de qualquer maneira. Ela passou a incentivá-lo nos caminhos do pecado.

- Não devemos nos unir em "jugo desigual com os infiéis” (II Coríntios 6:14). Esta passagem não está exclusivamente falando em casamento, mas certamente está incluído. O ponto chave deste versículo é que não devemos permitir que as más influências tenha controle sobre nós. Em sua primeira carta à igreja em Corinto, Paulo os advertiu: "As más companhias corrompem os bons costumes" (I Coríntios 15:33). Em vez de ser influenciado pelo mal, temos de ser influências positivas para o bem (Mateus 15:13-16). Acabe não fez isso. Ele permitiu que pessoas más - em primeiro lugar seu pai Onri, então sua esposa Jezabel - exercer uma forte influência sobre ele.

IV. Ele se envolveu na idolatria

- Depois de casar-se com Jezabel, Acabe "passou a servir Baal, e o adorou. Então, ele ergueu um altar a Baal na casa de Baal que edificara em Samaria. Acabe também fez um ídolo” (1 Reis 16:31-33). Acabe estava fazendo exatamente como o Senhor disse que aconteceria. Após alertar sobre casar-se com as nações ao redor deles, o Senhor disse, "eles farão desviar seus filhos de mim; para servir outros deuses" (Deuteronômio 7:4). Os israelitas estavam a ter "outros deuses" e não para"fazer um ídolo... "ou adorá-los ou servi-los" (Êxodo 20:3-5). Mas era isso que Acabe escolheu fazer.

- Ainda hoje, devemos tomar cuidado com a idolatria. João fechou sua primeira carta com o aviso: "Filhinhos, guardai-vos dos ídolos" (I João 5:21). Há muitas coisas que podem ser ídolos, além das imagens esculpidas em madeira ou pedra. Nós podemos tratar as coisas como o dinheiro, as pessoas, a fama, a carreira, e assim por diante, como ídolos, elevando-os a um nível igual ou superior a Deus. Devemos proteger-nos dessas coisas hoje.

Conclusão: A maldade de Acabe excedeu todos os reis que foram antes dele. No entanto, como lemos sobre ele nesta passagem, ele não é muito diferente de muitas pessoas hoje. Ele não conseguiu aprender com os erros dos outros (principalmente do pai). Ele ignorou a gravidade do pecado e tratou-o com leviandade. Ele permitiu ser influenciado por pessoas más ao pecado. E ele seguiu após outros deuses, ao invés de se dedicar inteiramente a seguir o Senhor.

De todas as pessoas que você conhece, quantos teriam pelo menos uma destas coisas em comum com Acabe? Muito provavelmente você poderia pensar de muitos. Assim que não é exagero dizer que as pessoas caem nestas mesmas armadilhas hoje.

Agora, dê uma olhada honesta em sua própria vida. Poderia alguma dessas coisas se aplicar a você? Em caso afirmativo, corrija-os. Não siga o caminho que seguiu Acabe. Siga o Senhor em todas as coisas.

Pr. Aldenir Araújo

Aprendendo com os erros de Acabe Reviewed by Aldenir Araujo on 3:41:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Powered By Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *