2
José: Vocação para transformar tragédias em bênçãosTexto: Gênesis 37 a 50

Introdução: “O trajeto mais curto entre o nada e o sucesso muitas vezes é a tribulação”
José era filho de Jacó com sua amada Raquel, e a preferência de seu pai gerou ciúmes e ódio de seus irmãos que planejaram matá-lo; porém, salvo por Rubem, foi vendido para o Egito, onde serviu na casa de um alto oficial.

Foi assediado, mas fugiu, sendo por ela acusado e preso. Na prisão ganhou simpatia do carcereiro, e interpretou sonhos de outros presos. Depois acabou interpretando os sonhos de Faraó, que previa uma grande fartura de alimento por 7 anos e depois 7 anos de seca e fome em todo mundo. Ao apresentar soluções para o problema, José foi eleito governador do Egito e ali usado para preservar a vida de seu povo e dos demais povos. José é visto como símbolo de uma vida abençoada e próspera. Vemos José como um vocacionado para transformar tragédias em bênçãos.

I. Trajetórias na vida de José

1. Da casa do pai à cisterna. José num dia estava no seio de sua família, cercado de cuidados e conforto, sentindo-se totalmente seguro; no dia seguinte estava jogado numa cisterna fria, escura, na expectativa da morte.
2. Da cisterna ao mercado de escravos. Da cisterna José foi levado à escravidão. Antes era livre, agora escravo, porém, a morte na cisterna dera lugar a possibilidade de vida, ainda que como escravo. Melhor ser escravo do que defunto.
3. Do mercado de escravos ao serviço na casa de Potifar. Antes, José era servido em sua casa, agora servia a outros; porém encontrou um patrão que o apreciava.
4. Do escravo livre ao prisioneiro. Parecia que a vida de José havia dado uma pequena melhora, mas agora piorava tudo de novo, pois ele estava preso, acusado de traição a seu senhor por assédio sexual.
5. De prisioneiro à governador. No entanto, na expectativa da condenação, José teve sua vida completamente mudada, assumindo o cargo de governador no Egito.

II. A bênção na vida de José apesar das dificuldades

Sua vida fora marcada pela dureza, mais do que facilidades, no entanto, uma vida marcada pelas bênçãos de Deus.
1. Foi abençoado na casa de seus pais. Apesar do ódio e do ciúme de seus irmãos, José foi abençoado. O amor preferencial de seu pai acabou prejudicando o filho e toda a família. Gênesis 37:6-9.
2. Foi abençoado na cisterna. José tinha diante de si uma sentença de morte, mas teve a bênção de ser livre graças a consciência de seu irmão Rubem. Gênesis 37:20-22.
3. Foi abençoado como escravo. José foi vendido no melhor mercado de escravo do mundo e comprado por um alto oficial de Faraó. Gênesis37:28,36 e 39:1.
4. Foi abençoado como mordomo. Apesar de sofrer o assédio da patroa, José não se corrompeu. Gênesis 39:2-6.
5. Foi abençoado como preso. Apesar dos anos frios e escuros do cárcere, foi abençoado. Gênesis 39:21-23.
6. Foi abençoado como homem de Deus. José podia ver o futuro, pois sua visão ia além dos problemas pelos quais passava. Gênesis 41:11,15-16.
7. Foi abençoado como governador. Apesar dos tempos de crise, José foi abençoado na administração da maior potência econômica de sua época. Gênesis 41:40

III. Marcas de uma pessoa abençoada

1. VISÃO: José era um jovem que tinha visão do futuro e por isso era chamado de sonhador. Gênesis 39:21-23. Ele sabia que Deus tinha algo para ele e cria nisso. Mais tarde ele prova ser um homem de visão, dando ordens a respeito de seus ossos, pois sabia que um dia o povo seria liberto do Egito, acreditava nas promessas feitas a Abraão, Isaque e Jacó. Gênesis 50:25.
2. CARÁTER: José era, antes de tudo, um homem de caráter íntegro. Uma mulher que tinha poder sobre ele, tentava-o como homem e o aprisionava como empregado, mas ele não deixou se envolver. Muitas pessoas no lugar de José usariam pretextos para justificar sua falta de caráter. “Se eu não fizesse, perderia o emprego”; “não tinha como resistir o assédio”. Mas nada disso justificaria o pecado. José tinha caráter.
3. SIMPATIA: O carcereiro gostou de José, pois era uma pessoa abençoada por Deus e irradiava simpatia onde quer que fosse.
4. APROVEITOU A OPORTUNIDADE: “Lembra-te de mim” Gênesis 40:14. José havia feito um favor ao copeiro-chefe e não perdeu a oportunidade de pedir que se lembrasse disso.
5. POSITIVISMO: Os tempos seriam difíceis, mas poderiam ser administrados. Deus revelou o sonho a José mas ele foi positivo, mostrando sabedoria ao propor as soluções Gênesis 41:32-36. Uma pessoa positivista e abençoada não vê a desgraça com pessimismo, mas crê que Deus mostra meios de administrá-la.
6. CORAGEM: Aceitou o maior desafio de seus dias, prevenir a terra para enfrentar 7 anos de fome Gênesis 41:47-57.
7. PERDÃO: José perdoou seus irmãos. Uma pessoa abençoada não pode guardar rancor, amargura e nem anseia por vingança. Gênesis 45:4,5.
8. ESPERANÇA NA JUSTIÇA DIVINA: José não se preocupou em responder às acusações e nem ficou murmurando revoltado com Deus e com todos. Ele tinha consciência do que lhe havia acontecido e esperou na justiça Divina. Gênesis 40:15.

Conclusão: Num país como o nosso, em tempos como estes que estamos vivendo, onde muitas tribulações nos assolam, onde corremos risco de vida todos os dias, onde as dificuldades aumentam, onde as drogas invadem e a moral decai a cada dia, o único projeto capaz de dar certo é o de José. Para isso devemos lembrar de alguns de seus princípios:
ü Não assuma dificuldades familiares como irreversíveis
ü Não aceite o ódio como fatal.
ü Não caia em túneis sem fim. Se você cair na cisterna da depressão, da angústia, da ansiedade, da frustração, da derrota – saiba que sempre há um modo de sair.
ü Não admita a existência de problemas perpétuos. Mesmo que você não esteja na posição que desejaria ocupar, ou fazendo aquilo que gostaria de fazer, encare o que lhe aparecer, pois sempre vai aparecer algo para fazer.
ü Não tenha medo de crescer de repente. Peça sabedoria a Deus para lidar com o sucesso.
ü Não desperdice oportunidades.
ü Não acredite que existam situações imutáveis. As tentações e lutas vêm na proporção da nossa força, e Deus nos dá a graça de enfrentá-las.
ü Não se assombre diante dos grandes desafios. Só os capazes são escolhidos e aceitam desafios.
ü Não se esqueça de onde você veio. Lembre-se daqueles que colaboraram para seu sucesso com gratidão e misericórdia.

Pr.Cirino Refosco
cirinorefosco@pibja.org

Postar um comentário Blogger

  1. A paz do Senhor Jesus aos amados. Muito enrriquecedor os esbolcos que vocês tém, nos ajuda muito para preparar uma mensagém para abençoar o povo de Deus, muito obrigado e que Deus os abençoe poderósamente amém...

    ResponderExcluir
  2. Querido Pastor, não considero errado utilizar de um esboço de outro autor para ministrar aos membros de sua igreja etc. Mas seria honesto atribuir a autoria a quem de fato é o autor do esboço ou da mensagem. Pois este esboço creio ser de autoria do pastor Caio Fabio, pois tenho o livro do mesmo

    ResponderExcluir

 
Top