Certezas em dias de tempos ruins

Certezas em dias de tempos ruinsTexto: Marcos 4:35-41

Introdução: Momentos ruins não são raros e nossa vida não é verdade? Parece que eles vão se acumulando em longas escalas em nossos dias. Para recebermos más notícias não precisamos ir muito longe. Basta ligarmos o rádio, ou a TV logo de manhã.

Mas, pior é quando esses momentos ruins acontecem conosco. Quando recebemos uma má notícia, ou somos pegos de surpresa por ela. Lembro-me de uma noite em que ainda estava no seminário prestes a me formar. Como todo formando da nossa igreja esperava ser acolhido em meu Presbitério (Presbitério de Assis), no entanto, já de madrugada ouvi a campainha tocar, quando abro, encontro meu amigo Airtom com um envelope do Presbitério. O conteúdo do envelope não só me tirou o sono naquela noite, como me atormentou durante semanas. Era um documento de dispensa do Presbitério, alegando falta de campo. Louvo a Deus que mais a frente uma porta se abriu para nós no Presbitério, na cidade de Pirapozinho-SP, onde lembro com carinho. Mas, nunca vou me esquecer da sensação de desamparo que minha esposa e eu sentimos naqueles dias.
[post_ad]
Transição: Creio que seja o mesmo sentimento que rondou o coração dos discípulos naquele dia, lá no mar da Galiléia. Jesus está ensinando os valores do Reino de Deus ao povo na praia. E quando dá por conta, percebe que o dia já se findara. A sua ordem é incisiva: passemos para a outra margem...diz o texto que em um momento inesperado uma tempestade os atacou de surpresa com ventos que sopravam intensamente causando espanto e sentimento de impotência nos discípulos.

Willliam Barclay diz que o mar da Galiléia era famoso por suas tempestades. Um lago de água doce com cerca de 21 km de comprimento por quatorze de largura. Onde os ventos gelados do Hermom batiam com violência nesse mar causando violência através das ondas e das tempestades. E apesar de eles terem passado o dia fazendo a obra do Mestre e com o Mestre, eles não ficaram livres de serem açoitados pelas ondas do mar.

Que situação difícil não é? Será que esse não tem sido o seu questionamento? Porque estou sendo afligido se estou fazendo a obra de Deus? Quais as respostas para essa indagação? O que Jesus nos ensina nesse texto?

I. É preciso saber quando parar. v. 35

- O texto diz: sendo já tarde... um dos grandes problemas da vida do homem é saber o momento certo de parar. Um projeto, o trabalho, a correria diária e assim por diante.
- Tendemos a pensar que toda a nossa movimentação e agitação em busca de prosperidade e bem estar é positiva. No entanto o filho de Deus nos mostra que sabemos parar alguma realização também é produtivo.
- O texto nos mostra Jesus fazendo algo de suma importância para os propósitos Divino: a pregação da Palavra, a mensagem de salvação.
- Não é estranho que Jesus rodeado de uma grande multidão decida parar de pregar, ensinar e operar seus milagres deixando muitas pessoas ainda sedentas e enfermas carentes da graça do Pai?
- Mas a maravilha do texto das sagradas escrituras é exatamente a fidelidade na citação dos acontecimentos: sendo já tarde...
- Essa expressão remete-nos à seguinte conclusão: há um tempo de parar... há um tempo produtivo de descanso v:38.
- Esse momento dado por Deus para nós precisa ser tão bem aproveitado quanto, quando estamos em ação. Pois é o momento de repormos as nossas energias para a próxima tarefa que esta por vir.
- Lembro- me de um amigo de ministério que tinha sérios problemas com a igreja em que Pastoreava porque precisava descansar e as ovelhas insistia em procurá-lo em seu horário de descanso. Um dia, ao receber uma ligação a famosa frase ouvida por muitos pastores foi dita pela irmã assim que o Pastor atendeu o telefone: o pastor... estava dormindo? ele já sem paciência respondeu: querida irmã... pastor não dorme... fica ligado na tomada!!
- Como esse momento é ignorado pelas pessoas.
- Pais que não permanecem em casa porque precisam dar uma vida estável para a família e com isso se acabam no trabalho sem poder gozar ao menos do fruto de seu trabalho.
- Querido leitor, aprenda a parar. Entenda o momento em que as coisas na sua vida não estão mais te fazendo produzir e sim se desgastar. A leitura do livro que você não está conseguindo guardar nada, e até mesmo da Bíblia. O trabalho que você pensa estar ganhando um tempo a mais e devido o cansaço, diferente do que você pensa não está sendo produtivo.
- Aprenda a parar. Pois,o próprio filho de Deus entendeu esse processo.

II. Entenda que estarmos com Cristo não é sinônimo de ausência de tempestades e contratempos. v. 37

- Vale lembrar que a travessia de Jesus tem um objetivo claro.
- Olhe o texto no capítulo 5 e versículos 1 ao 20.
- Jesus está indo em direção à província dos gadarenos onde um jovem está sendo oprimido por uma legião de demônios (6.000 demônios).
- Uma tempestade poderia interferir nos planos de Deus? Sim, até o inferno poderia tentar impedir a salvação daquele que com seu testemunho alcançaria 10 cidade (decápolis).
- Como se isso não bastasse, os discípulos estão com Jesus nesse empreendimento. Lembre-se que Jesus está num processo de ensinar os seus discípulos.
- Em nosso pensamento, tudo deveria correr bem não é? Com certeza muitas pessoas pensam assim. No entanto, precisamos entender que estarmos com Cristo,mesmo que seja em grandes empreendimentos evangelísticos e que dizem respeito ao bom andamento da obra não nos garante que não seremos assolados por situações que nos façam querer parar e desistir.
- O Senhor dos céus e dos mares está no barco, e mesmo assim, uma tempestade, não das pequenas, segundo o texto ...um grande temporal... quem já esteve no meio de um grande temporal sabe a sensação de morte que vem na mente. Um amigo, disse que certa vez estava pescando em alto mar, e levantou-se um temporal que arremessava ondas enormes contra o barco e ele concluiu: nunca mais entrei num barco pra pescar... a sensação é terrível.
- Constantemente estamos passando por esses temporais na vida. Que como ondas, mal passa uma e lá vem outra. E como os discípulos pensamos em desistir da vida e nos preocupamos, pois estamos com Jesus.
- Pra você que está enfrentando um momento desses há uma boa notícia:

III. Os temporais da nossa vida, não abalam e nem impressionam o nosso Jesus. v. 38-39

- Nossas inquietações são movidas pelo óbvio e o trivial, ondas gigantes, sinais de morte à vista. Porem Jesus nos mostra que para estar com ele é preciso crer no sobrenatural.
- Imagine a cena: Jesus dormindo e os discípulos lutando pela sobrevivência. Jesus dormindo e os discípulos inquietos. Jesus dormindo e os discípulos dando como perdida a batalha com a natureza.
- Parece algo difícil de se pensar. Como Jesus pode dormir enquanto estamos aqui lutando contra essas ondas enormes. Será que ele não consegue ver isso.
- Parei para pensar nisso enquanto meditava nesse texto e a imagem que me veio à mente foi a de meu filho: alguns anos atrás minha esposa e eu passamos por uma luta muito grande. Para nós não havia solução palpável. Pensamos em muitas possibilidades e não víamos solução. E numa noite lembro-me que não consegui dormir e a situação estava tão difícil que minha esposa estava tendo sintomas de paralisia no lado esquerdo do corpo e eu lutando para conseguir dormir à noite e não conseguia devido à constante batalha. Mas ao passar pelo quarto do meu filho pra orar por ele vi a cena que me arremeteu para esse texto: meu filho Eliabe dormindo um pesado sono como se nada estivesse acontecendo. Consegue visualizar? Minha esposa e eu cheios de problemas e meu filho descansando o sono que Deus lhe permitia dormir. “Em paz eu me deito e descanso..porque só Tu Senhor me faz habitar em segurança..” Salmo 4:8. Porque ele descansava? Porque esse não era um problema dele. E se alguma coisa desse errada mais a frente o pai dele é quem tinha que resolver. Eu estou vivendo os projetos do Pai... porque me preocupar.. ele resolve por mim... o que tenho que fazer é descansar.
- É a história da tempestade em alto mar e todo mundo preocupado em salvar a suas vidas quando um dos tripulantes vê uma criança brincando no convés do barco, ele pergunta: o menino... você não vai correr pra se salvar? Ao que o menino respondeu: não! Você não está vendo a tempestade está prestes a afundar o navio? Você não está preocupado? E o menino respondeu: não... meu pai é o comandante do barco!!
- Você pode colocar a sua vida nas mãos do comandante do barco?
- Você entende que se você estiver dentro do projeto dele ele não vai te deixar naufragar?
-“...Jesus despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te. E o vento se aquietou e houve grande bonança”. 39.

IV. Ao andarmos com Jesus, o tempo precisa produzir em nós fé e conhecimento de Cristo. v. 40-41.

- Após realizar esse milagre a declaração é incisiva ...ainda?...
- Vocês ainda não conseguem crer?
- Vocês ainda tem dúvidas?
- Fala: ainda tem dúvidas?
- Você já viu Deus indignado? Pois eu vou mostrar pra você porque as vezes causamos indignação em Deus.
- Essa indignação vem desde os primórdios, quando Deus tirou o povo do Egito e eles se depararam com o mar á sua frente eles temeram, blasfemaram, queriam voltar... ou seja ainda não criam.
- E eu vejo Deus enfurecido dizendo: até quando me provocará esse povo? Até quando não crerão por todos os sinais que fiz no meio deles? (Números 14:11 e Números 14:27), Até quando? Mande ao povo que marche!!!
- Mais a frente com Elias (I Reis 18-21) até quando coxeareis entre dois senhores? Na batalha no Carmelo entre Deus e Baal... com todos os sinais de Deus o homem ainda tem dificuldade de crer.
- No texto eu imagino Jesus: hei!! Até quando vocês não vão crer em mim? Vocês ainda não conseguem entender? Vocês ainda são tímidos?
- A palavra aqui é a palavra grega deiloi que significa covarde medroso.
- A declaração de Jesus é porque vocês são tão covardes?
- Eu vou te dizer porque as vezes somos tão medrosos.
a. Porque duvidamos que Deus esteja no controle.
b. Porque pensamos que estamos ao léu da sorte.
- E tem gente que por mais que passe o tempo com Deus, nos caminhos do Senhor, sua vida e suas companhias pessoais são marcadas por desconfianças, não confiam em ninguém, porque julgam já ter se decepcionado demais, ai dizem a famosa frase: vai que....
- Vai que Deus me abandona.
- Vai que Deus não responde.
- Vai que...
- E ai nos esquecemos que Deus não é homem para que minta e nem filho do homem para que se arrependa.
- Com todo tempo que andamos com ele não lembramos que ele mesmo diz: quando passardes pelas águas eu estarei contigo...e pelo fogo ele não arderá em ti porque ele estará com você. (Isaías 43:1)
- Nos esquecemos porque não desenvolvemos em nosso relacionamento com Deus a maturidade que precisamos para entender que ele não é um Deus traidor... ele é o Senhor!!!
- E sua palavra por si só já basta!!!
- Jesus vem fazendo milagres e os discípulos ainda não criam o bastante.
- E olha que não eram milagres vagos, são sinais por toda a caminhada: a cura do endemoninhado em Cafarnaum, A cura da sogra de Pedro, A cura de um leproso, a cura do paralítico, a cura do homem que tinha mãos mirradas e agora a tempestade. E mesmo assim eles não conseguiram desenvolver uma fé sólida em Jesus.

Conclusão: Precisamos desenvolver esse nível de fé em Deus, porque senão vamos ficar sempre como os discípulos de Jesus: ouvindo os ainda e ficando impressionados e temerosos com aquele que tem estado ao nosso lado todos os dias... nos livrando e acalmando as tempestades em nosso coração...
....o nosso salvador Jesus Cristo...

Pr. Fábio Ramos

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Certezas em dias de tempos ruins Reviewed by Aldenir Araujo on quinta-feira, maio 06, 2010 Rating: 5

3 comentários:

  1. PASTOR, EU NÃO O CONHEÇO. MAS NO MOMENTO ESTAMOS PASSANDO POR UMA GRANDE TEMPESTADE. QUE PALAVRA DE ENCORAJAMENTO. DEUS REALMENTE USOU SUA VIDA. OBRIGADA OBRIGADA MESMO. QUE DEUS CONTINUE TE USANDO, PARA ABEÇOAR OUTRAS VIDAS.,

    AMEM
    MARINA

    ResponderExcluir
  2. @Anônimo
    Marina, Deus te abençoe querida. Sem dúvida esta mensagem, pregada pelo pr. Fabio Ramos, é uma benção. Confia querida que a vitória é certa em nome de Jesus.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Excelente mensagem! Muito Edificante e inspiradora! Parabéns irmão! Que Deus continue te usando!!!

    ResponderExcluir

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.