Encontrando Uma Caverna

Encontrando Uma Caverna

Lições de Dois Homens Que Passaram um Tempo em Uma Caverna

Texto: 1 Reis 19 – Êxodo 33

Introdução: As batalhas se intensificaram para Elias. Ele testemunhou o poder de Deus ao vencer a natureza, a morte, Acabe e Baal, mas a próxima batalha não seria tão fácil. Desta vez era Elias contra Jezabel.

Jezabel estava tão comprometida com Baal quanto Elias com Jeová. Sua cidade natal era a sede mundial do culto a Baal. Ela gastou muito dinheiro abrigando 400 profetas durante uma fome brutal.

Quando ela fez um juramento, ela estava deixando o mundo saber que Elias tinha 24 horas para sair da cidade. Não bastaria mandar uma companhia de soldados para matar o homem de Deus, ela tinha que desacreditá-lo. Ele havia causado grande dano à religião de Baal no Monte Carmelo, e transformá-lo em mártir só pioraria a situação. Ela precisava que Elias fugisse.

O desencorajado pregador correu. Do Monte Carmelo, no norte, a Berseba, no sul, Elias colocou a maior distância possível entre ele e Jezabel. Com seu servo no espelho retrovisor, ele foi ao Monte Sinai (Monte Horebe) e encontrou uma caverna.

Certamente ele sabia que o monte era um lugar sagrado. A história religiosa de Israel era centrada nas reuniões de Moisés com Deus naquela montanha. Mas aquela caverna pode ter sido mais sagrada do que ele imaginava. Quinhentos e noventa anos antes, Moisés havia subido aquele mesmo monte e se viu perto de uma "fenda na rocha". Mais de um comentarista experiente acredita que a caverna de Moisés em Êxodo 33 e a caverna de Elias em 1 Reis 19 podem ter sido o mesmo lugar.

Dois homens em uma caverna no Monte Sinai. Um estava procurando e o outro estava se escondendo. Seus motivos e posição de vida não poderiam ser mais diferentes, mas a visita a uma caverna no Sinai era exatamente o que ambos precisavam.

Talvez em nossas vidas ocupadas, precisemos encontrar nossa própria “caverna” onde possamos ficar sozinhos com Deus. Precisamos encontrar um lugar onde o telefone celular não toque, onde as contas das redes sociais não precisem ser atualizadas e os horários a cumprir não nos sufoque. Moisés encontrou uma direção. Elias encontrou encorajamento. Talvez a razão de termos nossas dúvidas e desânimo seja a falta de tempo que passamos a sós com Deus.

I. Na Caverna Eles Falaram Com Deus

- Moisés falou com Deus como um amigo fala com um amigo. Um Elias aborrecido falou palavras de raiva e frustração, mas é fascinante que eles estivessem falando com Deus. Eles não estavam orando. Eles não estavam adorando. Eles estavam falando com Deus.

- Podemos falar com nosso pai. É claro que às vezes caímos de joelhos diante Dele em adoração e às vezes oramos humildemente de acordo com a Sua vontade. Mas esses homens tinham tal relacionamento com Deus, eles podiam manter uma conversa com ele.

II. Na Caverna Eles Voltaram Para a Palavra de Deus

- Deus disse a Moisés que escreveria Suas palavras nas tábuas de pedra. Para Elias, “Eis que lhe veio a palavra do Senhor”. O local isolado é um ótimo lugar para abrir a Bíblia e ler. 

- Às vezes, precisamos colocar as notas e comentários e programas de computador de lado, e apenas ler a Palavra de Deus. Sem sermões. Sem aulas. Sem esboços. Apenas Bíblia.

III. Na Caverna Eles Foram Desafiados Por Deus

- Moisés ficou impressionado com a importância da “presença” de Deus guiando o povo de Deus. Elias ouviu a pergunta: "Que fazes aqui, Elias?". 

- Ambos os homens foram lembrados de que eram incapazes de realizar os assuntos do Rei e seu Reino em seu próprio poder e capacidade. Não é sobre nós. É bom irmos até a caverna e deixar que o Senhor nos lembre.

IV. Na Caverna, Deus Passou Por Eles

- Quando Deus “passou” por Moisés, a glória do nome de Deus foi proclamada. Quando Deus “passou” por Elias, houve um vento forte e forte, um terremoto e um incêndio. Este foi um momento de mudança na vida desses dois homens. 

- Deus passou. Eles experimentariam manifestações impressionantes da magnificência de Deus que ninguém mais conheceria.

- Quando estamos sozinhos com Deus, estamos em um lugar onde Ele pode passar e mudar nossas vidas para sempre.

V. Na Caverna Eles Morreram Para si Mesmos

- Quando Moisés finalmente voltou para os filhos de Israel, ele teve que colocar um véu sobre o rosto. Todo mundo que viu seu rosto brilhando sabia que não era mais Moisés, mas Deus falando por meio de Moisés.

- Quando Elias parou de falar e começou a ouvir a “voz mansa e delicada” de Deus, ele impactou Hazael, Jeú, e ungiu o próximo poderoso profeta de Israel, Eliseu. Ele passaria o resto de sua vida pregando para um mundo que sabia que ele era diferente. Ele era a voz de Deus.

Conclusão: George Mueller, quando questionado sobre seu poder espiritual, respondeu simplesmente: “Um dia George Mueller morreu”. É terrivelmente difícil morrer para nós mesmos quando estamos envolvidos na atividade agitada da igreja. 

Tem que haver um compromisso no calendário onde ficaremos a sós com Deus em um lugar especial e O deixaremos trabalhar em nossos corações. Precisamos encontrar nossa própria pequena caverna.

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem
Gostou Desse Esboço? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!

Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.