31 de dezembro de 2011

Não Ponha Jesus em Primeiro Lugar Este Ano
Não ponha Jesus em primeiro lugar este ano
Eu tenho um conselho para você começar este novo ano:

Não ponha Jesus em primeiro lugar este ano.

Sim, você leu corretamente. Antes de me rotular de herege, deixe-me explicar.

Imagino que muitos de vocês estão passando por um processo semelhante ao meu agora de definir e redefinir suas prioridades. Pessoalmente, eu amo esta época do ano. 
Sou um muito orientado a objetivo individual, e descobri que estabelecer novas prioridades e recalibrar sua vida é uma atividade indispensável se você realmente quer fazer realidade o seu potencial.

E é isso o que geralmente fazemos. Começamos colocando Jesus no topo. Então família. Então, talvez carreira. E assim por diante.

Assim, as nossas prioridades fica parecido com isto:
  1. Jesus / Deus
  2. Família
  3. Carreira
Parece bom, correto. No entanto, descobri que isso não é muito eficaz quando começa a rotina da vida cotidiana. Por exemplo, o que significar colocar Jesus antes da minha família? Posso ignorar a minha família para passar mais tempo com Jesus? Ou com sua carreira, parar de trabalhar para colocar Jesus em primeiro lugar?

O problema essencial com esta abordagem é que ela segrega as diferentes prioridades da vida. Você acaba removendo Jesus de onde você gasta a maior parte do seu tempo e colocando-o em uma ilha. A maior ilha, talvez.

Eu não acho que essa é a maneira das coisas funcionarem. Colossenses 1:15-20 repetidamente nos diz que Jesus é antes e acima de tudo. Mas também diz que todas as coisas foram criadas por e para ele. Que nEle tudo subsiste. Que o objetivo da cruz foi reconciliar todas as coisas consigo mesmo.

Assim, Jesus está em primeiro lugar. Ele é o primeiro na ordem. Ele é o primeiro em importância. Mas Ele é assim porque Ele é o centro de tudo.

Isso é o que Ele deve ser em sua vida. E, consequentemente, a coisa que está no centro de sua vida é a coisa que é em última análise, o primeiro na sua vida.
Não Jesus, então a minha família. Mas Jesus em minha família.
Não Jesus, então a minha carreira. Mas Jesus na minha carreira.

Este ano, em vez de se preocupar em colocar Jesus em primeiro lugar em sua vida, se concentre em fazer dele o centro de todas as áreas da sua vida? Não somente como prioridade de topo na frente de cada outra prioridade, mas a prioridade em cada prioridade?

Feliz e prospero ano novo!

30 de dezembro de 2011

Quando o seu fogo se apaga
Quando o seu fogo se apaga
Texto: Levítico 6:13
Introdução: A sua empolgação com o Senhor cresceu com o tempo? 
Ou o seu entusiasmo desapareceu ao longo dos anos? 
Amadurecimento em Cristo deve fazer com que a chama de sua fé cresça mais forte, e não mais fraca.

1. Cuidado: A chama de sua devoção a Cristo pode morrer.

A. Até mesmo Timóteo ficou desanimado. Quando o jovem pastor enfrentou situações difíceis, Paulo encorajou-o a alimentar a chama da sua devoção para com Deus (II Timóteo 1:1-11).[post_ad]B. Esfriamento espiritual acontece de duas maneiras. A fé cristã pode ser encharcada de repente por circunstâncias devastadoras, ou pode diminuir gradualmente através de uma perda de interesse nas coisas espirituais.

2. Qual é a evidência de uma chama se apagando?

A. Você negligencia a Palavra de Deus. O que a madeira é para o fogo, a Palavra de Deus é para a sua vida cristã. Como um seguidor de Cristo, você não pode viver de forma eficaz sem ele.
B. Sua vida de oração muda. Você começa a sentir que Deus não está ouvindo.
C. Sua frequência à igreja torna-se esporádica. Você começa a dar desculpas para não ir.
D. Você dá menos de forma consistente. Você começa a sentir que você não pode dar ao luxo de sacrificar muito para Deus.
E. Você se torna defensivo sobre seu estilo de vida. Você racionaliza faz concessões.
F. Você começa a perder sua alegria. Servir ao Senhor torna-se um dever, em vez de uma paixão. A preocupação e o medo substituem a sua alegria.
G. Você começa a duvidar de Deus.
H. Você parar de prestar atenção aos sussurros do Espírito Santo.

3. Como você recupera o seu fogo?

A. Reconhecendo a sua condição. Pergunte a si mesmo, O meu fogo apagou?
B. Recordando uma época da vida quando você estava apaixonado por Deus. Como era? Como você gasta seu tempo?
C. Se arrependendo. Perder a devoção por Jesus é geralmente um resultado direto do pecado.
D. Centralizando a sua atenção no Senhor.
E. Lendo a Palavra de Deus. Comece com um pequeno livro do Novo Testamento, e peça ao Senhor para falar com você enquanto você lê.
F. Buscando a Deus diariamente em oração. Ir além de orar para o que você precisa ou quer. Buscar um relacionamento íntimo com ele.
G. Envolvendo-se na vida de outra pessoa. Seus problemas irão consumir você, se você deixar. Tirar o foco de si mesmo, e satisfaça as necessidades de outra pessoa.
H. Confiando no Espírito Santo para capacitar você.

Conclusão: O seu fogo por Deus se apagou, foi reduzido a cinzas frias? Se foi; comece a agitar as brasas de sua fé. Permita que o Senhor torne a sua vida uma chama brilhante para a Sua glória.

Pr. Aldenir Araújo

29 de dezembro de 2011

Quem é esse Jesus?
Quem é esse Jesus?
Texto: Mateus 16:13-17
Introdução: A pergunta mais importante que enfrentamos hoje não é política, militar ou econômica. Ainda que estas sejam significativas, eles empalidecem em comparação com a questão mais crítica que você nunca respondeu - Quem é Jesus Cristo? 
Você não pode dar ao luxo de ignorá-Lo, porque sua resposta não só influencia o seu caráter, mas também determina o seu destino eterno.

I. Não há meio termo quando se trata de decidir quem é Jesus.

[post_ad]Ou Ele é o divino Filho de Deus, ou Ele é uma fraude.

II. Enquanto muitas pessoas acreditam que sua vida começou em Belém, Ele existia muito antes disso.

A. Como um membro da Trindade, Cristo é o Filho eterno de Deus que não tem começo nem fim (João 1:1).
B. Jesus e Seu Pai estão ligados, de modo que o que é feito para um também é feito para o outro. Portanto, rejeitar a Cristo é rejeitar a Deus (ver João 8:29; 10:30; 14:9).

III. A melhor maneira de descobrir a verdade é descobrir o que a Bíblia diz sobre ele.

Jesus certa vez perguntou a seus discípulos: "Quem dizeis que eu sou?" (Mateus 16:15-17). Quando Pedro respondeu: "Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo", Jesus explicou que o Pai havia revelado esta verdade. Como Pedro, precisamos de ajuda do Senhor para compreender quem é Jesus.

IV. Os atributos de Cristo

A. Criador - O Filho de Deus é o Criador e Sustentador de todas as coisas (Colossenses 1:15-17).
B. Soberano - Ele governa sobre o universo em todos os tempos (Salmo 103:19).
C. Onisciente - O Senhor conhece todas as coisas futuras, passado, e presente.
D. Onipotente - Cristo demonstrou Seu poder divino através da realização de milagres e ressuscitar os mortos.
E. Onipresente - Embora Jesus tomou uma forma humana, hoje o Espírito Santo está sempre presente em toda a Sua criação.
F. Misericordioso - Jesus é o nosso Grande Sumo Sacerdote que se compadece de nossas fraquezas e oferece misericórdia (Hebreus 4:15-16).
G. Cordeiro de Deus - Cristo foi o sacrifício perfeito por nossos pecados. Seu sangue nos trouxe perdão e continua a nos purificar.
H. Ambos, Deus e Homem - O Filho assumiu carne humana, mantendo sua divindade.

V. Tanto o Antigo e o Novo Testamento contêm os nomes de Cristo que revelam aspectos de quem Ele é.

Por exemplo:
A. Emanuel; que significa "Deus conosco", significa a maneira como Ele veio à terra. Ainda hoje, Ele vive dentro de cada crente.
B. Libertador; indica sua missão na Terra para nos resgatar do pecado e nos dar uma nova vida.
C. Pedra angular; transmite Sua supremacia, porque nenhum outro nome garante a nossa salvação.
D. Rei dos reis e Senhor dos senhores; denota a verdade de que Ele é Aquele que julga e reina sobre todos. Um dia, todo joelho se dobrará diante dEle.

VI. As Atividades de Cristo.

O ministério de Jesus não terminou quando Ele ascendeu ao céu. Ele ainda está trabalhando ativamente em nosso nome.
A. Cristo está sentado à mão direita do Pai intercedendo por nós.
B. Jesus está vivo dentro dos crentes através do Espírito Santo, atendendo as nossas necessidades e revelando a verdade.
C. Ele está preparando um lugar para nós no céu e virá para nós, para que possamos estar com Ele para sempre (João 14:2-3).
D. O Senhor Jesus está também a preparar para a Sua volta a reinar sobre a terra.
E. Cristo é revelador do Pai para nós. Ele nos mostra que Deus é nosso Pai e nos convida a conversar com o Pai como Ele faz.
F. Ele está nos dando a vida abundante (João 10:10). Cristo quer que vivamos em paz, alegria e força em tudo o que Ele nos chama a fazer.
G. Jesus é o nosso ajudador, através da presença de Seu Espírito Santo que habita em nós.

VII. A maravilha da vida de Cristo.

Durante Seu ministério terreno, a maioria do mundo não fez caso de Jesus. No entanto, ninguém teve um impacto maior neste mundo do que ele. Pense desta forma:
A. Mesmo Cristo nascendo em um estábulo, reis vieram adorá-Lo.
B. Seu nascimento é o evento que divide o tempo em AC e DC
C. Embora muitas pessoas lhe odiaram, os seguidores de Jesus amaram lhe e o adoraram.
D. Ele é o autor e o assunto da Bíblia.
E. Jesus nunca escreveu uma canção, mas milhares têm sido escritos que louvam o Seu nome.
F. Ele não viajou para longe de casa, mas Ele influenciou o mundo inteiro.
G. Apesar de Cristo nunca ter edificado uma casa, Ele está construindo um para cada um de nós no céu.
H. Ele não estudou medicina, mas Ele é o Grande Médico.
I. Jesus nunca comandou um exército, mas Ele derrubou reinos.
J. O diabo não pode enganá-lo.
K. A morte não pode destruí-Lo.
L. A sepultura não teve poder para segurá-lo.

Conclusão: Aprender o que a Bíblia diz sobre Jesus não é suficiente. Uma vez que você ouviu quem Ele é; e o que Ele veio fazer, você deve responder. O que você fará com Jesus? Ouvir a verdade e ignorar ou rejeitar o resultado é a separação eterna de Deus. A única resposta apropriada é crer nEle, receber Sua oferta de salvação, e proclamá-Lo como Senhor.

Pr. Aldenir Araújo

28 de dezembro de 2011

Sabedoria para as provas da vida
Sabedoria para as provas da vidaTexto: Tiago 1:1-12
Introdução: Em tempos de provação e sofrimento, muitas pessoas perguntam: "Se Deus é amoroso, por que Ele permite que as pessoas sofram?" 
Algumas pessoas acreditam que sofremos porque Deus não está envolvido no mundo que Ele criou. Outros dizem que somos vítimas do destino ou acaso. No entanto, a única resposta exata a esta pergunta pode ser encontrada na Palavra de Deus.

I. Todas as provas são evidência de que Deus está trabalhando em nossas vidas.

Elas podem vir de várias fontes.[post_ad]A. Nós mesmos. Muitas vezes, tomamos decisões que não são sábias ou saudáveis. Qualquer coisa que não está de acordo com o plano e o propósito de Deus em nossas vidas é garantido que vai trazer problemas.
B. Outras pessoas. Às vezes, outros podem ser responsáveis ​​por nossas provações. Pedro nos adverte que não devemos ficar surpresos com a "provas de fogo" que surgem em nosso caminho (1 Pedro 4:12).
C. O mundo caído. Porque o pecado entrou no mundo através de Adão e a desobediência de Eva, devemos lidar com as consequências disso em nossas vidas.
D. Satanás. Muitas pessoas querem acreditar que o diabo não é real, mas ele está presente em toda a Bíblia. Ele tentou Jesus no deserto (Mateus 4:1-8), a traição colocada no coração de Judas Iscariotes (João 13:2), continua a causar problemas em nossas vidas também.
E. Deus. Algumas provas são enviadas por Deus, e algumas são permitidas por ele. Quando fazemos escolhas que não agradam a Deus, devemos esperar um julgamento. No entanto, Ele também pode enviá-los quando estamos sendo obedientes para nos dar sabedoria e discernimento. É por isso que devemos "ter motivo de grande alegria", porque as provas são evidência que Deus está trabalhando em nossas vidas.

III. Devemos ser cuidadosas para evitar atitudes e respostas erradas as provas.

A. Experimentar culpa falsa. Às vezes, Deus envia a adversidade para projetar algo para o nosso bem, não por causa de algo que temos feito. É por isso que é essencial buscar sabedoria na Palavra de Deus e na oração.
B. Acreditar que as provas são desnecessárias ou sem sentido. Nunca devemos pensar que as coisas em nossas vidas não tem nenhum propósito. Isso só leva à frustração e ansiedade, em vez de alegria.
C. Culpar a Deus ou aos outros. Uma resposta comum às provas é o de colocar a culpa. Isso ocorre porque nós não entendemos completamente seus caminhos, e somos "impelidos e agitados pelo vento” por causa da dúvida (Tiago 1:6).
D. Sentir-se impotente e derrotado. Se acreditamos que temos que sobreviver com nossas próprias forças, começamos a nos sentir incapazes. Somente se nós confiarmos no poder de Deus podemos experimentar a vitória.
E. Buscar alívio nos lugares errados. Muitas pessoas recorrem ao álcool, drogas ou casos extraconjugais para alívio diante de provações. No entanto, quando usamos soluções do mundo, acabamos fazendo a coisa errada.
F. Incompreensão da finalidade para provas. Os cristãos devem ver as provas como uma oportunidade para Deus trabalhar em suas vidas e se alegrar no conhecimento que eles estão amadurecendo em sua fé.
G. Sentir-se como uma vítima. Deus está no controle absoluto de tudo, por isso é impossível nós sermos vítimas. Deus sempre nos permite superar nossos desafios.

IV. Quais são os propósitos de Deus para as provas?

A. Testar a nossa fé e provar que ela é genuína.
B. Testar nossa devoção a Cristo e medir nossa obediência.
C. Purificar e santificar-nos.
D. Dar a si mesmo a oportunidade de mostrar seu amor e poder.
E. Produzir o caráter cristão em nós.
F. Equipar-nos para ser uma bênção para outros.

V. Para se ter a resposta adequada aos nossos desafios, devemos sempre nos lembrar que...

A. Deus controla a sua extensão e intensidade.
B. Deus tem um propósito específico para eles.
C. Deus lhes desenha para fins específicos.
D. Eles vão provar ser bom se nós respondemos em fé.
E. Eles podem reforçar a nossa fé.
F. Eles nos permitem mostrar a perseverança sob pressão.
G. Eles vão desenvolver o caráter de Cristo em nós.
H. Eles nos ajudam a medir o nosso progresso espiritual.
I. Deus caminha conosco através deles.
J. Por meio de Sua graça e poder, vamos superá-los.

Conclusão: As lutas e feridas são inevitáveis, enquanto estamos na terra, mas podemos escolher como responder a elas. Podemos reagir negativamente, ou podemos confiar no Senhor e ver a sua mão trabalhando em nossas vidas para sempre. Como crentes, temos sempre o Pai para nos assistir através de todas as nossas dificuldades.

Pr. Aldenir Araújo

27 de dezembro de 2011

Os desejos do seu coração
Os desejos do seu coração
Texto: Salmo 37:1-8
Introdução: Sem desejos, não iriamos conseguir muitas coisas na vida. Quais são os requisitos de Deus para termos os nossos desejos alcançados?
Nossos desejos não só determinam à direção de nossas vidas, eles também revelam nossas motivações e prioridades.
Até Deus tem desejos. Por exemplo, Ele deseja que todos os homens sejam salvos (1 Timóteo 2:4).
Se algo é Seu desejo para mim, deve ser o melhor. Mesmo quando Ele permite o sofrimento e a dor, Ele deseja que eu confie mais nEle e cresça espiritualmente através dele.

1. Nós podemos ter desejos errados.

[post_ad]a. O desejo de ficar rico (I Timóteo 6:9)
b. A tentação dos desejos mundanos (Tito 2:11-12)
c. Desejos ímpios que nos corrompem (II Pedro 2:9-10)
d. Desejos sensuais e carnais (II Pedro 2:18)
e. Se seus desejos estão errados, então você não vai se sentir satisfeito quando alcançá-los. Pergunte a si mesmo, Se eu conseguir o que quero; isso vai me deixar satisfeito ou vazio?
A Bíblia diz: "Buscai e achareis" Mas Deus só vai te dar o que está em Sua vontade.

2. Quais são os requisitos de Deus para receber o que desejamos dele?

a. Deleite-se no Senhor. - Passe tempo com Deus; ande piedosamente, e pergunta-lhe como você pode trazer honra e glória a ele em sua vida diária.
b. Entrega o teu caminho ao Senhor.
- Reconheça a Sua autoridade sobre sua vida.
- Seu plano para sua vida será o melhor.
c. Confia nele.
- A menos que você confie nele, você não vai comprometer a sua vida a ele.
- Se você confiar em Deus, você vai obedecê-Lo.
- Se Deus não responder às suas orações, confie que Ele tem uma boa razão.
- Quando você manipular e sacrificar-se por desejos errados, você não irá apreciá-los tanto quando alcança-los.
d. Descansa no Senhor.
- Descansar é o oposto de preocupar-se.
- Dependa totalmente dele.
- Você ainda precisa fazer sua parte, mas a diferença é que você está confiando em Deus, não na sua capacidade.
- Quando você se preocupa com algo, você não está de acordo com Deus.
e. Espera nele.
- Esperar é dizer: "Eu estou confiando em você, Deus”.
- Esperar pacientemente significa que nos desfazemos de nossas tentativas de conseguir o que queremos.
- Se soubéssemos o que Deus sabe, nós estaríamos dispostos a dizer: "Deus, eu vou receber o que o Senhor quer dar”.

Conclusão: Aqueles que estão dispostos a esperar pacientemente conseguirão o melhor. Pergunte a si mesmo, estou manipulando, murmurando, discutindo, reclamando, ou estou disposto a dizer "não" a preocupação e simplesmente descansar em Deus e vê-lo trabalhar? Seja sábio o suficiente para permitir que Deus te dê o que Ele quer que você tenha, quando Ele quiser que você tenha. Você nunca vai se arrepender.

Pr. Aldenir Araújo
Porque a Cruz?
Porque a Cruz?
Texto: Gálatas 6:14
Introdução: A cruz representa a mensagem mais importante que este mundo já ouviu. Em Gálatas 6:14, o apóstolo Paulo disse: "De modo nenhum que eu gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo." Em outras palavras, a posição de Paulo, riquezas, influência, fama, conforto físico perdeu o seu significado quando comparados com a redenção que era sua por meio do sacrifício de Jesus.

I. Um símbolo de vergonha, sofrimento e morte.

A. Os bárbaros tinham inventado a crucificação, muito antes da época de Cristo.[post_ad]Este método, doloroso prolongado de execução foi proferido para os gregos e depois para os romanos, que o consideravam tão atroz que os cidadãos romanos raramente eram crucificados.
B. Os judeus também abominaram este método de execução, em parte porque aqueles que eram "pendurados em um madeiro" (ou pedaço de madeira) eram considerados amaldiçoados (Deuteronômio 21:22-23). No entanto, quando Pilatos perguntou ao povo judeu o que deveria fazer com Jesus, eles estavam tão irritados com Cristo, que eles gritaram: "Crucifica-O!" (Mateus 27:22).

II. Um símbolo de salvação e vida eterna

A. Pode ser surpreendente que a cruz se tornou o principal símbolo do cristianismo, dada a sua associação original com vergonha, sofrimento e morte. Paulo reconheceu, "A palavra da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós que estamos sendo salvos, é o poder de Deus" (1 Coríntios 1:18).
B. Os Evangelhos registram que a crucificação não pegou Jesus de surpresa. Ele sabia que seu propósito era morrer para o bem do mundo (Mateus 20:28). Ele disse a Nicodemos que Ele seria levantado, como Moisés levantou uma serpente de bronze (João 3:14). Em Marcos 8, Jesus disse que Ele iria sofrer, ser morto, e ressuscitar ao terceiro dia (v. 31). Ele sabia que Deus iria permitir que homens pecadores o executasse - o plano da redenção tinha sido ordenada antes mesmo da fundação do mundo (Atos 2:23, 1 Pedro 1:20).
C. Por que a cruz é tão importante? Todos pecaram (Romanos 3:23), e a consequência do pecado é a morte física e espiritual (Romanos 6:23). Através da crucificação, Deus foi capaz de ser o justo Juiz de toda a humanidade, bem como pagar o preço exigido pelo nosso pecado (Romanos 3:26). Porque Cristo se tornou nosso substituto, levando toda a culpa da humanidade e sofrendo por parte do Pai (Marcos 15:34), podemos pedir a Deus para perdoar nossos erros e a rebelião contra ele.
D. Infelizmente, muitos crentes não têm segurança sobre a sua salvação. Normalmente, isso é porque pecaram depois de receberem Jesus como Salvador e acreditam que, consequentemente, perderam a vida nova em Cristo. Mas Tito 2:14 diz: "Cristo deu a Si mesmo por nós para nos resgatar de toda iniquidade" Isso significa que Ele morreu por todos os nossos pecados, que incluem passado, presente e futuro. No entanto, quando pecamos, você e eu devemos voltar para o Pai rapidamente em confissão e arrependimento para manter um relacionamento íntimo com ele.
E. Como você deve responder à cruz de Jesus Cristo, se você nunca colocou sua fé nEle?
1. Peça ao Senhor para perdoá-lo de todo pecado com base na Sua morte expiatória vicária e sua ressurreição.
2. Receba Jesus como seu Salvador pessoal e Mestre, e entregue sua vida a ele. No momento que você faz, você "nasce de novo" (João 3:3), o Espírito Santo virá em sua vida e lhe permitirá viver com retidão.
3. Uma vez que você é um seguidor de Jesus, sirva-o com seu tempo, talentos, energia e recursos.
4. Certifique-se de contar aos outros sobre a mensagem da cruz que transforma vidas.

Conclusão: Nos dias da igreja primitiva, a cruz era um símbolo de morte, sofrimento e desgraça. Hoje, ainda é mal compreendida. Mas para aqueles que estão conscientes de sua importância, a cruz é um poderoso lembrete do sacrifício que Jesus fez: Ele deu a Sua vida para que possamos ter a liberdade do pecado. Não é apenas o símbolo mais comumente reconhecido do cristianismo. A cruz é o meio pelo qual eu e você podemos experimentar uma nova vida aqui e agora, e a promessa da vida eterna no futuro.
Pr. Aldenir Araújo

26 de dezembro de 2011

O Tipo de Pessoa Que Deus Usa
O tipo de pessoa que Deus usa
Texto: Lucas 1:26-38 
Introdução:
A. A Bíblia mostra que Deus está buscando pessoas para usar
1. Então, que tipo de pessoa Deus usa para construir sua igreja para construir o Seu Reino?

B. Bem, sabemos que Deus escolheu Maria para usa-la com um propósito muito especial, trazer seu Filho ao mundo e para ser sua mãe.
1. É interessante notar que não havia realmente nada de especial sobre Maria
a. Nem uma única vez na Bíblia diz que devemos adorá-la
b. Não diz que ela era perfeita ou sem pecado[post_ad]2. Por que Deus escolheu Maria?
a. Não foi por causa de sua educação, porque ela não tinha nenhuma.
b. Não foi por causa de sua riqueza, porque ela era pobre.
c. Não foi porque ela estava madura, porque ela era apenas uma adolescente.
3. Aqui está à razão, Deus escolheu Maria porque ela confiou em Deus.
a. Ela era tão comum como você ou eu
b. Deus escolheu uma camponesa simples, comum para se tornar a mãe de seu filho.
c. Mesmo sendo ela comum, Deus a usou de forma extraordinária.
d. Isto é o que você precisa entender, Deus quer usar você, também.
e. É uma verdadeira bênção quando Deus usa você para abençoar a vida de outra pessoa

C. Muitas vezes nós permitimos que os nossos medos nos mantenha pequenos 
1. Quando não conseguimos descobrir tudo, quando temos de confiar em Deus.
a. Muitas vezes não estamos dispostos a dar o passo necessário para permitir que Deus abençoe
b. Muitas vezes quando Deus diz vá? Dizemos whoa
c. A fé leva-nos além de nossos medos
2. Você acha que Maria estava com medo do que ia acontecer?
3. Medo da crítica
a. O que todo mundo vai pensar?
b. Sou virgem e vou ter um bebê
4. Medo do sobrenatural
a. O que vai acontecer comigo?
5. Medo da insuficiência
a. Como posso lidar com isso?
6. Medo da mudança
a. Como isso vai mudar minha vida?
7. Estes são os mesmos medos que podem impedi-lo de ser usado por Deus
a. O que as pessoas pensaram se eu estiver realmente comprometido com o Senhor; será que eles pensaram que eu sou algum tipo de aberração de Jesus ou algo assim?
b. O que eu poderia fazer? Eu não posso fazer nada para Deus. Sou incapaz.
c. Como é que isto vai mudar minha vida?
8. Deus diz a você e a mim a mesma coisa que Ele disse a Maria
a. Não tenha medo-LEIA: Lucas 2:26-38

I. Deus usa pessoas que desejam fazer sua vontade

A. Deus tem um plano para sua vida, mas isso não é automático.
1. Deus nunca tira seu livre-arbítrio
a. Você tem o direito de desperdiçar sua vida e não fazer valer a pena para qualquer coisa
b. Você tem o desejo de ir a Deus e dizer: Eu quero ser o que você quer que eu seja.

B. Tente imaginar como Maria deve ter se sentido quando um anjo apareceu a ela e disse: “Maria, Deus vai vir à Terra para mostrar ao mundo como ele é, e Ele vai usá-la”.
1. Maria não disse...
a. Não é uma boa escolha de carreira.
b. Você não pode escolher outra pessoa.
c. Mas, Deus, eu tenho meus objetivos, meus sonhos, meus desejos...
2. Maria desejava fazer a vontade de Deus
a. Lucas 1:46-48

C. Você quer ser usado por Deus?
1. Ou você quer fazer o mínimo possível para sobreviver
a. Fazer o mínimo possível e ainda ser chamado de cristão
2. Devemos desejar a vontade de Deus
a. Davi - Salmo 40:8 “Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração".
b.Paulo - 2corintios 5:9 “Pelo que também nos esforçamos para ser-lhe agradáveis, quer presentes, quer ausentes”.
3. Você tem o desejo de saber qual a vontade de Deus para sua vida?
a. Acredito que a razão porque muitas pessoas não têm um momento de silêncio com o Senhor é porque eles não querem saber a vontade de Deus, Seus desejos.
b. Lucas 2:19 “Mas Maria guardava todas estas coisas, meditando-as no seu coração”.
c. Estava em sua mente
d. Ela tinha o hábito de ouvir a Deus

D. O que você mais deseja?
1. Se casar?
a. Ser independente financeiramente
b. Se aposentar
c. Desfrutar a vida fácil
2. Estes não são o fim último para a vida

II. Deus usa as pessoas que decidem pagar o preço

A. Se tornar um cristão não é difícil, viver a sua responsabilidade como um cristão é 1. Há um preço a ser pago para o seu compromisso com Cristo
2. Quanto mais perto você chegar de Deus e quanto mais em sintonia estiver com a Sua vontade
a. Mais vai te custar
b. Haverá riscos
c. Vai exigir fé no desconhecido, de realmente colocar sua vida nas mãos de Deus.
3. Maria decidiu assumir o risco
a. Verso 38

B. O que custou a Maria?
1. Sua reputação
a. Ela era uma virgem, grávida e noiva.
b. Sou solteira, estou grávida, e o bebê vai ser Deus.
c. O que aconteceria se a sua noiva dissesse: estou grávida e você não é o pai, mas, Deus.
2. Medo da rejeição e críticas
a. Ela está grávida e nem um deles ia admitir isso.

C. Você tem a coragem de dizer, Deus, o que você quer que eu faça? 1. Às vezes as pessoas vão tentar convencê-lo a fugir de seu compromisso
a. Por que você daria tanta coisa para a igreja?
b. Por que você passa tanto tempo fazendo coisas da igreja?
2. Custou a Maria seu conforto
a. Como você acha que é estar de 9 meses de gravidez e fazer uma viagem no lombo de um burro
b. Era seu primeiro filho
c. Ela estava em uma cidade estranha, teve o bebê em um celeiro, não tinha a família em torno dela.
d. Eles fugiram para o Egito
e. O plano de Deus para minha vida inclui problemas
3. Custos - Lucas 14:27 “Quem não leva a sua cruz e não me segue, não pode ser meu discípulo”.
a. Maria - Como posso criar um filho perfeito?
b. Paulo compreendeu o custo - disse que valeu a pena muito mais do que qualquer outra coisa nesta vida
4. O que você está disposto a desistir?
a. Velhos hábitos
b. Relações que estão te puxando para baixo
c. Alguns dos seus sonhos ou suas metas

III. Deus usa pessoas que ousam confiar em Suas promessas

A. Precisamos ser pessoas de fé
1. Coragem não significa que você não tem medo
a. Significa avançar, apesar de seus medos.
b. Significa enfrentar seus medos
c. Outra palavra para coragem - fé
2. Maria tinha perguntas, dúvidas.
a. Lucas 1:34-35
b. Verso 37
3. Nós tendemos a gostar de jogar pelo que é seguro, ter tudo planejado.
a. Nós tendemos a gostar de jogar com o que é seguro espiritualmente, também.
4. Em vez de apavorar-se sobre o desconhecido, Maria louvou a Deus e O adorou
a. Lucas 18:27 “Jesus respondeu: "O que é impossível aos homens é possível para Deus"
b. Pense sobre isso: Se Deus pode fazer uma pobre, camponesa sem instrução, a mãe de Deus, você não acha que Deus pode fazer algo com sua vida, também?
c. O que Deus pode fazer com esta congregação se avançarmos na fé, sabendo que nada é impossível com Deus

Conclusão:

A. Então, deixe-me perguntar, o que você vai dar a Jesus hoje no Natal.
1. É seu aniversário, você sabia?
2. O que Deus não tem?
a. Afinal, Ele disse, toda a prata e ouro são meus.
b. Ele é dono do gado em mil montanhas.
3. Ele não tem tudo de você a menos que você dê a ele.

24 de dezembro de 2011

Transformando nossa crise numa oportunidade
Transformando nossa crise numa oportunidade
Texto: Gênesis capítulos 37-50
Introdução: Como você responde a uma crise?
Muitas vezes, deixamos de ver o sofrimento com uma perspectiva eterna. Em algum momento, todos nós vamos enfrentar dificuldades, perdas e circunstâncias dolorosas. Mas o nosso Pai celestial sempre tem um propósito para a adversidade em nossas vidas, e podemos lucrar com isso, se respondermos corretamente. 
O patriarca do Antigo Testamento, José experimentou dificuldades, mas ele aprendeu a reagir com sabedoria.
Com o seu exemplo, podemos entender como transformar nossas crises em oportunidades.

I. Sete crises na vida de José. Ele foi...

A. Odiado por seus irmãos (Gênesis 37:1-17): Como o filho favorito de Jacó, ele piorou as coisas ao dizer aos seus irmãos que eles iriam se curvar diante dele um dia.[post_ad]B. Lançado em um poço (Gênesis 37:18-24): Apesar de desamparado, ele se lembrou da promessa de Deus para o futuro. Isso significava que o Senhor não permitiria que ele morresse.
C. Vendido como escravo por seus irmãos (Gênesis 37:25-36): Em vez de se rebelar contra seus captores, José aproveitou da situação e aprendeu sobre a cultura egípcia e a linguagem, confiando que Deus tinha um propósito ao permitir tais dificuldades.
D. Forçado a trabalhar como um escravo para Potifar, chefe da guarda pessoal de Faraó (Gênesis 39:1-6): Lá, ele aprendeu como uma família egípcia funcionava. Embora como um hebreu e um escravo, José foi considerado inferior, ele obteve o conhecimento sobre como gerenciar uma casa grande e próspera.
E. Alvo de sedução pela mulher de Potifar (Gênesis 39:7-20): Apesar do custo, José permaneceu fiel a Deus. Através dessa crise, José descobriu sua própria força para resistir à tentação e demonstrou a profundidade de sua devoção ao Senhor.
F. Enviado para a prisão injustamente por recusar os avanços da mulher de Potifar (Gênesis 39:20-23): Mesmo que José foi injustiçado, ele foi obediente às autoridades e tratou os outros com gentileza.
G. Convidado a interpretar o sonho do Faraó (Gênesis 41:15-16): Quando José explicou que a fome viria após sete anos de abundância, ele aconselhou Faraó a se preparar, armazenando comida durante os anos de abundância. Em resposta, o governante promoveu-o como o segundo no comando de todo o Egito e colocou José encarregado de administrar o armazenamento de alimentos. Por que José foi preparado para essa responsabilidade? Ele tinha usado cada crise em sua vida como uma oportunidade para se tornar uma pessoa mais sábia, mais piedosa.

II. Como transformar uma crise numa oportunidade.

A. Confiando que Deus está trabalhando tudo em sua vida para o seu bem (Romanos 8:28).
B. Creia que o Pai celeste está no controle de tudo.
C. Aceitando que os caminhos do Senhor são mais altos do que os nossos (Isaias 55:8-9).
D. Recusando-se a fazer julgamentos precipitados no meio de uma crise.
E. Concentrando-se no Pai, em vez das circunstâncias. Meditar sobre as Escrituras, que alimenta a sua consciência do amor incondicional de Deus e da presença reconfortante.
F. Evitando fixar-se na dor. É normal sentir a dor da perda e do sofrimento, mas em vez de fixar-se em a dor, ir para a fonte de força; Deus.
G. Lembrando-se das crises passadas e as oportunidades que se seguiram. (Veja Romanos 8:29).
H. Deixando a ira imediatamente (Efésios 4:26).
I. Submetendo-se à vontade de Deus.
J. Demonstrando um espírito de gratidão.
K. Determinando ver a prova como uma oportunidade de ver Deus trabalhando.
L. Recusando-se a ouvir as interpretações não bíblicas da situação.
M. Permanecendo em constante oração, ouvindo as instruções do pai. Deus usará frequentemente as dificuldades para atraí-lo para mais perto de Si.
N. Não se entregue às emoções flutuantes.
O. Obedeça a Deus e deixe todas as consequências com ele. Você não pode dar errado ao confiar nele com toda a sua vida.
Conclusão: Você está enfrentando uma crise hoje? Se assim for, o Senhor quer usá-la para desenvolver suas habilidades, reforçar o seu caráter, e atraí-lo para mais perto Dele. Minha oração é que você se renda à graça e o amor do Pai, mesmo no meio da adversidade. Então você será capaz de transformar cada crise de sua vida em uma incrível oportunidade de vê-lo trabalhar.

Pr. Aldenir Araújo

23 de dezembro de 2011

A fé que conquista
fé que conquista
Texto: I Samuel 17:45-47
Introdução: Todos nós enfrentamos situações difíceis na vida. Sentimos-nos ameaçados pela derrota, desespero, embaraços. Quando nos deparamos com esses tipos de batalhas na vida a nossa maior defesa é a fé no Deus vivo, baseada sobre o fundamento da palavra de Deus. Quando a fé é construída sobre este livro, é possível ser vitorioso e vencer em qualquer circunstância da vida. 
Esta mensagem é sobre a fé que conquista; como exemplificado pela história de Davi e Golias.
Todos nós temos Golias em nossas vidas. Podem ser pessoas, um trabalho, maus hábitos, problemas de relacionamento. A fé que conquista torna possível enfrentar os desafios e ser vitorioso.[post_ad]Princípios da fé que conquista

1. A fé que conquista relembra vitórias anteriores diante das batalhas.

A. Davi se lembrou de ter matado um leão e um urso.
a. 1 Samuel 17:32-36
b. Lembrar; o ajudou, a saber, o que fazer a seguir.
c. Manter um diário ajuda você a se lembrar de eventos e o que aconteceu.

2. A fé que conquista reexamina e reafirma os motivos adequados.

A. Davi não queria derrotar Golias para sua própria glória ou beneficio, mas para Deus.
a. 1 Samuel 17:26, 30, 45
b. Davi não toleraria as blasfêmias de Golias
B. Devemos nos perguntar por que queremos a vitória.
a. Deus quer moldar-nos à semelhança de Cristo.

3. A fé que conquista rejeita as palavras de desencorajamento dos outros.

A. Davi ignorou aqueles que o desencorajava.
a. 1 Samuel 17:28-30
B. Devemos ser cuidadosos com o que nós escutamos.
a. O conselho errado vai piorar as coisas.
b. É vital passar tempo diário a sós com Deus.

4. A fé que conquista reconhece a verdadeira natureza da batalha.

A. Davi viu a batalha como os deuses dos filisteus contra o Deus de Israel.
a. 1 Samuel 17:25-26, 47
B. Se nós conhecemos a natureza da batalha; vale a pena lutar, focar e confiar em Deus para a vitória.
C. A fé responde a "Golias", com base em três coisas.
a. Quem somos em Cristo.
b. Quem é Cristo em nós.
c. O que temos nEle.
i. Deus é suficiente para nós.
ii. Zacarias 4:6
iii. Você não tem que ver a vitória para confessar a vitória.
iv. 1 Samuel 17:37, 43, 46-47
v. Deus nos coloca na batalha porque ele quer realizar algo através de nós e em nós.

5. A fé que conquista reconhece a vitória antes da batalha.

A. A pequena fé: Eu sei que Ele pode, mas não tenho certeza de que Ele fará.
B. Uma grande fé: Sim, Ele o fará.
C. A fé perfeita: Graças a Deus, Ele já fez.

Conclusão: A fé que vence e a qualidade da fé que avança do, "Eu sei que Ele pode, mas não tenho certeza de que Ele fará", "Sim, Ele vai," para "Graças a Deus, ele já fez; vou aguardar seu tempo para mostrar o produto acabado”.
Pr. Aldenir Araújo

22 de dezembro de 2011

O Cristo do Natal
O Cristo do Natal
Texto: Mateus 6:13-16

Cristo veio para:

1. Moldar seu caráter.

2. Impactar o seu sistema de crenças.

3. Influenciar o seu estilo de vida.

4. Determinar o seu destino.

A encarnação:

No momento de seu nascimento Deus veio à terra na pessoa de uma criança.

A missão de Cristo é:

1. Revelar o Pai

2. Redimir a humanidade

3. Ensinar

4. Curar

5. Edificar sua igreja

6. Para deixar claro que haveria uma ressurreição e vida após a morte

Pr. Aldenir Araújo
Seu crescimento espiritual
Seu crescimento espiritual
Texto: Salmo 139:1-4,17-18, 23-24
Introdução: A salvação é apenas o começo de um relacionamento com Deus.
Depois de chegar à fé em Cristo, uma pessoa deve desenvolver uma amizade mais profunda com o Pai, aprender a verdade mais espiritual, e começar a servir ao Senhor. 
Não importa a quanto tempo um crente foi salvo, sua vida deve ser caracterizada por um crescimento espiritual.

I. O pedido.

1. Nossa petição: Em uma base regular, devemos pedir ao Senhor para examinar nossas vidas (Salmo 139:1-4, 23-24) e revelar Sua perspectiva (Salmo 139:17-18).[post_ad]Deus vai nos mostrar relações que não estão certas, áreas onde não estamos mais crescendo, e distrações que impedem nossa caminhada com Deus.
2. Nossa motivação: A nossa determinação de obedecer ao Pai pode ser reforçada quando compreendemos as consequências de escolhas pecaminosas (Salmo 139:19-22).
3. Nossa certeza da resposta de Deus: O Senhor deseja revelar nossas fraquezas para que possamos andar com mais retidão (Jó 23:10).

II. Os requisitos

1. Humildade: Precisamos de boa vontade para olhar para dentro e a luz do Espírito Santo para revelar aspectos positivos e negativos do nosso caráter.
2. Honestidade: O Espírito de Deus nos mostra a verdade sobre nós mesmos (1 Coríntios 2:10-11). Quando Ele traz algo para a superfície, não tente racionalizar seu pecado ou inventar desculpas para seu comportamento.
3. Paciência: Em bondade, o Senhor revela nossas atitudes erradas e ações pouco a pouco. Assim como levou décadas para você se tornar um adulto, vai levar tempo para crescer espiritualmente.
4. Coragem: Você nunca vai se tornar a pessoa que Deus quer que você seja até que você pedir a Ele para examinar o seu coração. Você pode parecer saudável do lado de fora, mas abrigar o pecado irá destruir a sua paz e alegria.

III. As razões que resistimos ao exame.

1. Medo de descobrir a verdade sobre nós mesmos: Pode ser assustador quando Deus revela o nosso pecado. Dr. Stanley teve que pedir perdão por sua atitude para com o seu padrasto, que tinha sido um marido abusivo.
2. Medo do que o Senhor pode exigir: Não se recuse a ouvir as instruções de Deus, ou você vai limitar o seu crescimento espiritual. O Senhor irá fortalecê-lo e ajudá-lo a obedecê-Lo (João 15:4-5).

IV. As recompensas

1. Remoção de bloqueios espirituais: Diga ao Pai: "Senhor, me sonda. Revela o meu coração e me mostra como Lhe obedecer" Ele será fiel a revelar o que dificulta sua caminhada com Deus.
2. Maior intimidade com Deus: Quando a sua consciência está limpa, você vai experimentar uma amizade mais íntima com o Senhor.
3. Um preenchimento mais profundo: Não só o seu relacionamento com Deus deve ser saudável, mas Ele também vai pedir-lhe para acertar as coisas com outras pessoas. Você vai experimentar mais paz, contentamento e alegria.
4. Aumento da prioridade do tempo com Deus: aqueles que permitem que o Pai examine seus corações dará lugar em suas agendas para estudar as Escrituras e orar.
5. Energia renovada: preocupação, ressentimento, medo e outras atitudes ímpias drenam a nossa energia. Quando nos tornamos espiritualmente saudável, servir a Deus é uma alegria em vez de um dever.
6. Liberdade espiritual: Algumas pessoas passam pela da vida infelizes culpando a outros indivíduos, a sociedade, ou as circunstâncias. Mas Deus pode mostrar-lhe como ser feliz e perdoado, independentemente de sua situação.
Conclusão: Talvez o seu crescimento espiritual estagnou. Ou talvez você simplesmente deseja se certificar que seu coração está limpo diante do Pai. Em ambos os casos, ore como o rei Davi orou: "Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me me e conhece os meus pensamentos; vê se há algum caminho perverso em mim, e guia-me pelo caminho eterno" (Salmo 139:23-24). O Espírito Santo vai revelar o que impede a sua caminhada com Deus e mostrar o caminho para a liberdade. Vamos iniciar hoje uma temporada nova e fresca do crescimento espiritual.

Pr. Aldenir Araújo

19 de dezembro de 2011

Cinco coisas que Deus não pode fazer
Cinco coisas que Deus não pode fazer
Texto: Jeremias 32:17
Introdução: O profeta Jeremias diz: “Ah! Senhor Deus! És tu que fizeste os céus e a terra com o teu grande poder, e com o teu braço estendido! Nada há que te seja demasiado difícil!” Jeremias 32:17
O próprio Deus diz que não há nada difícil demais para Ele quando Ele diz: “Eis que eu sou o Senhor, o Deus de toda a carne; acaso há alguma coisa demasiado difícil para mim?” Jeremias 32:27
Nosso Deus é um Deus GRANDE e não há nada que Ele não pode fazer - mas a verdade da questão é - há algumas coisas que Deus não pode fazer. Hoje queremos olhar cinco dessas coisas.

1. Deus não pode pecar

[post_ad]Deus é puro e Deus é impecável. Não há nenhuma mancha ou defeito nele. Ele é santo e justo e Ele não pode pecar. Levítico nos diz: “Eu sou o Senhor vosso Deus. Portanto santificai-vos, e sede santos, porque eu sou santo" Levítico 11:44
Samuel diz-nos: "Não há santo como o Senhor, Na verdade, não há ninguém além de ti, também não há rocha como a nosso Deus" 1 Samuel 2:2
Nosso Deus tem grandes expectativas para o Seu povo - porque Sua natureza é sem pecado, puro e santo. Quando você está lidando com Deus não pense que você está lidando com um simples homem. Você não está! Ele é completamente puro e santo - Ele nunca permitiu que o pecado entrasse em sua vida ou alterasse seu caráter.
O profeta Habacuque disse a Deus: "Tu que és tão puro de olhos que não podes ver o mal, e que não podes contemplar a perversidade..." Habacuque 1:13
Não - Deus não gosta nem de olhar para o pecado. Ele é puro. Ele é santo.
Porque Deus não pode pecar - é lógico que:

2. Deus não pode mentir

Você sabia que há sete coisas que Deus não pode suportar - e que a mentira é uma delas? Na verdade, a Escritura nos diz que Deus odeia a mentira. Olhe comigo em uma passagem de Provérbios:
“Há seis coisas que o Senhor detesta; sim, há sete que ele abomina: olhos altivos, língua mentirosa, e mãos que derramam sangue inocente; coração que maquina projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal; testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos" Provérbios 6:16-19
Repare nesta passagem que a mentira é mencionada duas vezes - uma língua mentirosa e a testemunha falsa que profere mentiras. Você acha que o próprio Deus iria mentir - se Ele odeia mentir? De jeito nenhum! Deus não mente. Deus é puro - Deus é santo. Ele não tem uma língua mentirosa. Nenhuma afirmação falsa vem de seus lábios. Não há dolo Seu coração. Portanto, tudo o que Deus disse em Sua Palavra é verdade! Suas promessas você pode depender porque Deus sempre fala a verdade.
Em João capítulo quatorze o Espírito Santo é chamado de "Espírito da Verdade". (João 14:17) Em primeiro Samuel capítulo quinze Deus é chamado de "A Glória de Israel" e diz: "Também aquele que é a Força de Israel não mente nem se arrepende, por quanto não é homem para que se arrependa” 1 Samuel 15:29
Deus não é um mentiroso. Ele não vai mentir para você.
Uma das características de Deus é que Ele é sempre verdadeiro. A verdade está no seu caráter. De fato, Jesus disse:
"Eu sou o caminho, a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim" João 14:6
Cristo não só falou a verdade - Ele era a verdade. Deus não pode mentir! Mentir vai contra o próprio ser de Deus. Nós servimos a um Deus puro e santo. Ele é um Deus que odeia olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que correr uma maratona para fazer o mal e espalhar a discórdia, em vez de unidade. Deus é puro - Deus é Santo - Deus é justo -, portanto, Deus não pode mentir para você.
Também:

3. Deus não pode ignorar o pecado

Queridos - a escritura é muito clara sobre este ponto. Deus não ignora nosso pecado. Incomoda tanto ele - Ele não pode simplesmente tentar escondê-lo em um armário - Ele não pode simplesmente ignorá-lo. A Bíblia nos diz:
“É aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois disso o juízo" Hebreus 9:27
Deus não pode desfazer nossos atos pecaminosos ...
Deus não pode desfazer nossas palavras pecaminosas ...
Deus não pode desfazer nossos pensamentos pecaminosos ...
Deus não pode ignorar nossos pecados ...
Deus não pode simplesmente varrer os nossos pecados para debaixo do tapete. Ele não pode apenas escondê-los em um armário. Ele não pode apenas fingir que eles não estão lá. Ele olha o nosso pecado estampado na cara - e lida com eles. Quando Adão e Eva cometeram o primeiro pecado - Deus não o ignorou - Ele foi procurá-los e os confrontou. Deus perguntou-lhes uma série de perguntas:
"Onde estás?" Gênesis 3:9
"Quem te disse que estavas nu?" Gênesis 3:11
"Você comeu da árvore que eu te disse para não comer?" Gênesis 3:11
"Que é isto que fizeste?" Gênesis 3:13
Deus sempre confronta o pecado - Ele não o ignora. O pecado é como um câncer em nossas vidas que vai comer-nos vivos. Ele deve ser removido - ele deve ser tratado - ou ele vai nos matar. A Bíblia nos diz: "O salário do pecado é a morte" Romanos 6:23a
Não deve haver nenhuma duvida em sua mente - o pecado vai te matar se não for tratado. Deus não ignora o seu câncer espiritual - Deus não ignora o seu pecado - Deus lida com ele. É por isso que o resto do versículo diz: "O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor" Romanos 6:23
A palavra mais importante neste versículo é "mas". Você está doente e morrendo - o seu pecado está matando você - mas Deus pode curar você. Você está sendo colocado em seu leito de morte - mas Deus entra em cena para curá-lo. Você tem um pé na cova - mas Deus envia o Seu médico especialista para curá-lo - para repará-lo - para fazê-lo bem. O médico é Jesus Cristo. Jesus disse: "Não necessitam de médico os sãos, mas sim os enfermos" Mateus 9:12
Você está doente? Você está doente e cansado do pecado que está em sua vida? Você está doente e cansado de tentar encobrir todos as suas imperfeições e manchas? Você está doente e cansado de fingir que não há nada de errado com você? Há algo de errado - todos nós temos algo de errado - existe pecado em nossas vidas e que está nos matando. Mas Deus não vai ignorá-lo - Deus nunca ignorou - Ele não pode ignorá-lo. Ele enviou o grande médico para lidar com ele.
Mas aqui está uma grande verdade:

4. Deus não pode salvar sem o sacrifício de Jesus

O plano de Deus para salvá-lo - é através de Seu Filho Jesus Cristo. Nunca houve qualquer outro plano. Não há "Plano B". Jesus é a resposta. Lembre-se que Jesus disse: "Eu sou o caminho, a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim" João 14:6
Este verso torna muito simples. Não há salvação fora de Jesus Cristo. Deus não ignora o seu pecado - o pecado deve ser confrontado - deve ser tratado. Jesus veio para lidar com ele.
Você se lembra da história de Adão e Eva como eles caíram em pecado? Você se lembra o que Deus fez nessa história? Deus confrontou Adão e Eva - mas então Ele fez mais do que isso. Ele ofereceu um sacrifício para eles e cobriu lhes a nudez. Adão e Eva tentaram cobrir a própria nudez costurando folhas para cobrir-se - mas não era suficiente. Suas débeis tentativas sentiram falta de uma cobertura adequada para a sua nudez. Deus interveio e os cobriu com peles de animais. Gênesis nos diz: "O Senhor Deus fez roupas de pele para Adão e sua esposa, e os vestiu" Gênesis 3:21
Este se tornou o primeiro sacrifício pelo pecado - um retrato do que estava por vir. Um sistema de sacrifício foi instituído por Deus para cobrir os pecados do povo. Mas o livro de Hebreus nos diz: "É impossível que o sangue de touros e de bodes tire pecados" Hebreus 10:4
Uma vez que é impossível o sacrifício de animais cobrir o pecado - um sacrifício melhor era necessário - um sacrifício perfeito. O sacrifício foi encontrado em Jesus Cristo. Hebreus nos diz: "Ora, todo sacerdote se apresenta dia após dia, ministrando e oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podem tirar pecados; mas este, havendo oferecido um único sacrifício pelos pecados, assentou-se para sempre à direita de Deus, daí por diante esperando, até que os seus inimigos sejam postos por escabelo de seus pés. Pois com uma só oferta tem aperfeiçoado para sempre os que estão sendo santificados. E o Espírito Santo também no-lo testifica, porque depois de haver dito: Este é o pacto que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, e as escreverei em seu entendimento; acrescenta: E não me lembrarei mais de seus pecados e de suas iniquidades. Ora, onde há remissão destes, não há mais oferta pelo pecado." Hebreus 10:11-18
Jesus tornou-se o sacrifício perfeito para nós. Ele deu Sua vida para que possamos ter vida. É impossível uma pessoa ser salva fora de Jesus Cristo. Atos capítulo quatro nos diz: "Não há salvação em nenhum outro, pois não existe debaixo do céu outro nome que foi dado aos homens pelo qual devamos ser salvos" Atos 4:12
E em João capítulo três encontramos: "Aquele que crê nele (Jesus) não é julgado; aquele que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus” João 3:18
Jesus é Deus único, e somente ele pode salvar as pessoas.
Que nos leva ao nosso último ponto. É o ponto mais importante:

5. Deus não pode salvar aqueles que se recusam a crer

O livro de Romanos nos diz: "Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação" Romanos 10:9-10
A sua salvação depende de o que fazer com Jesus. A Bíblia nos diz que você deve confessar Jesus como Senhor - você precisa acreditar que Deus o ressuscitou dentre os mortos. Se você fizer isso - uma promessa é feita. "Você será salvo"
Como um jovem cristão eu cheguei a ponto em que eu questionava se ou não, eu estava realmente salvo. Deus me trouxe a este versículo em Romanos. Perguntei a mim mesmo estas perguntas. Será que eu realmente acredito no meu coração que Jesus ressuscitou dos mortos? Será que eu realmente confessei que Jesus é o meu Senhor? A resposta a ambas as perguntas foi - Sim! Confessei - eu acreditava. Eu tinha feito o que Deus tinha me pedido para fazer - eu mantive minha parte - agora eu preciso confiar em Deus para fazer a Sua parte. Eu acreditava - confessei - agora Deus vai me salvar. Não deve haver nenhuma sombra de dúvida em minha mente, porque Deus sempre mantem suas promessas. Lembre-se de Deus não pode mentir. Nossa salvação depende de nossa relação com Jesus. Devemos crer Nele. Em João capítulo cinco encontramos um aviso. Diz: "Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna; e são elas que dão testemunho de mim; mas não quereis vir a mim para terdes vida!" João 5:39-40

Conclusão: Amigo se você não estiver disposto a vir a Cristo - você vai morrer. Mas Deus pode salvá-lo. Você está disposto a vir a Cristo? Você está disposto a crer nEle - confiar nEle - colocar a sua fé nEle - confessá-Lo? Essa decisão é com você. A escolha está em suas mãos.
Perdão - salvação - foi-lhe oferecido. O que você vai fazer? Você vai aceitar?

Pr. Aldenir Araújo

18 de dezembro de 2011

O Natal Para Mim é...
O Natal para mim é...
Texto: João 3:16-18

Introdução: Como você explica o significado do Natal em poucas palavras? Bem, a melhor maneira que conheço é esta:

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”

Ninguém pode superar o que Deus fez. Ninguém pode dar um maior presente que Deus já deu. Eu gostaria que nos considerássemos o significado do Natal esta noite, o que deve significar para todos e cada um de nós aqui reunidos hoje.
Natal significa um monte de coisas para um monte de pessoas diferentes. Para alguns, é:
  • Um tempo de compras e gastos
  • Um tempo de beber e farrear
  • Um tempo de viagem e entretenimento.
  • Um tempo de dar e receber presentes
Mas, qual é o verdadeiro significado do Natal? Que mensagem deveria transmitir a cada um de nós?

Para mim, o Natal é...

I. Um tempo de lembrar

A lembrança do grande amor que Deus teve para todos e cada um de nós. Ele nos amou tanto, que Ele não poupou Seu Filho único para que pudéssemos ser salvos.

A lembrança da singularidade de
  • Sua vida
  • Seus ensinamentos
  • Seus milagres
  • Suas profecias
  • Sua morte
  • Sua ressurreição
- Lembrar-se de todas aquelas pessoas humildes, mas grande em torno da história de Natal as pessoas como José e Maria, Zacarias e Elizabeth, Ana, Simeão, os pastores, os sábios, etc.

Para mim, o Natal é...

II. Um tempo de amar

As pessoas fazem um esforço especial para serem um pouco mais bondosas, um pouco mais atenciosas com os outros, e um pouco mais generosas na época do Natal. Eles se envolvem em coisas como recolher brinquedos para os necessitados, refeições para os mendigos, etc.

É um tempo para chegar aos outros com amor e preocupação. Deus amou o mundo nunca nos esqueçamos de que! Em todos os da nossa pregação, ensino, evangelização, etc lembremo-nos sempre que a motivação para tudo isto é o amor de Deus para os pecadores perdidos. Ele realmente se preocupa conosco. Então, devemos nos preocupar como Ele se importa.
Então, devemos amar como Ele ama.

Para mim, o Natal é...

III. Um tempo de dar

“Porque Deus amou o mundo, que deu...”
O amor não pode olhar com indiferença os famintos, e doentes, e os solitários, as almas perdidas deste mundo. O amor deve dar.

Deus deu tudo o que Ele pode dar. Ele deu o Seu Filho unigênito. Este dom foi dado gratuitamente, amor dado, dado graciosamente para todos nós, que eram pecadores indignos.

Cristo participou de nossa natureza humana para que pudéssemos receber a Sua natureza divina. Dia a dia, aqueles que O recebem estão sendo transformados em Sua imagem, até que todos cheguem à plena estatura de filhos aperfeiçoados de Deus, lavado no sangue do Cordeiro.

Para mim, o Natal é...

IV. Um tempo de perdoar

Deus estava disposto a nos perdoar. Ele estava disposto a mostrar misericórdia a um mundo pecaminoso e perdido, e morrendo. Possuímos Seu espírito de perdão?
Ou, é o nosso espírito um julgamento, que olha para os outros?
Há alguém que precisamos perdoar hoje?

Para mim, o Natal é...

V. Um tempo de resgatar

Deus nos resgatou por seu amor e misericórdia. Ele nos salvou de perecer.
Sem Cristo, somos, sem vida, e se dirigindo para uma eternidade sem Deus para sempre separado de Deus, que nos fez e anseia para nos salvar.

Ele quer que nós herdemos a vida eterna. Somos todos descendentes de uma raça em extinção. Mas pela graça de Deus, estaríamos todos de igual modo perecereis.

Para mim, o Natal é...

VI. Um tempo de mudança

O Cristo do Natal nos muda. Ele nos faz novas criaturas. Tudo se fez novo para nós. Temos novas metas, novas ideias, nova direção, uma nova esperança.
Cristo muda as pessoas para melhor.


Para mim, o Natal é...

VII. Um tempo de alegria

- Alegria na graça imerecida de Deus
- Alegria na liberação de perdão
- Alegria em uma nova vida com uma nova missão.

Conclusão: Eu tentei compartilhar com vocês esta noite o que o Natal significa para mim. O que significa a vinda de Cristo a este mundo para você? Você o recebeu como Senhor e Salvador?
Se não, eu o encorajo a vir a Ele agora.

17 de dezembro de 2011

A História Dos Sábios do Oriente
A história dos sábios do oriente
Texto: Mateus 2:1-12

Introdução: A história dos sábios é uma história que está envolta em mistério. Da tradição parece que conhecemos todos os fatos e detalhes. Mas quando estudamos as Escrituras descobrimos que há um monte de perguntas que não podemos responder sobre os sábios do texto bíblico. Por exemplo:
Quantos eram? Nós não sabemos.
De onde eles vêm? Nós não sabemos.
Quanto tempo durou a viagem? Nós não sabemos.
Eles apenas aparecem misteriosamente - e tão misteriosamente eles se foram. Mas uma coisa eu estou certo é que o número de homens e mulheres sábios aumenta a cada geração as pessoas continuam a buscar o Cristo.

Vejamos três fatos que podemos aprender com a história dos sábios.

1. A jornada de um homem sábio é uma jornada de fé.

“Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente".
O que levaria alguém a deixar o conforto de sua casa para ir a uma viagem perigosa? Romance? Sim. Riqueza? Mais definitivamente. Mas a fé? Sim - a fé. "Onde está aquele que é nascido rei dos judeus?" Que pergunta sondagem - não há dúvida em suas palavras que Ele havia nascido - a pergunta é "Onde está Ele?" Eles tinham visto a estrela - a evidência era real - agora onde está Ele? Eles tinham fé de que Ele estava vivo - que Ele existia - agora tudo que eles precisavam fazer era encontrá-Lo. Seu propósito estava estabelecido - encontrá-Lo. E assim, eles estavam dispostos a arriscar tudo para encontrá-Lo. Eles estavam dispostos a deixar a segurança de suas casas - para o risco de uma perigosa jornada em busca de um rei.
Você pode imaginar a reação de seu vizinho? "Você vai a uma viagem?" "Sim." "Onde você está indo?" "Nós não sabemos com certeza." "É muito longe?" "Bem, nós não sabemos" Quanto tempo você vai demorar? "Bem, não temos certeza sobre isso"
Mas você sabe que devem ter dito as mesmas coisas para Abraão quando deixou sua casa para a Terra Prometida. Eles devem ter dito as mesmas coisas a Noé que estava construindo uma arca - embora nunca tivesse chovido na história da Terra, até que ponto. Eles devem ter dito o mesmo tipo de coisas a Pedro, André, João e Tiago, quando eles deixaram as redes de pesca para se tornarem pescadores de homens. O que você está louco? Você é insano? Perdeu o juízo? Não, louco não- insano não – sem juízo não - homens de fé.

Fato: As viagens de Deus sempre envolvem fé”.
É impossível agradar a Deus sem fé. E por quê? Porque qualquer um que queira se aproximar de Deus deve acreditar tanto que ele existe e que ele se importa o suficiente para responder àqueles que o buscam. Hebreus 11:6.
Pessoas de fé se mostram dispostos a responder aos desafios do desconhecido repetidas vezes ao longo da história.
William Cary era sapateiro quando um dia ele ouviu falar de milhões de pessoas na Índia que não tinham ouvido a Boa Nova de Jesus Cristo. Ele acreditava na grande comissão "Ide por todo o mundo e pregai o evangelho" Ele acreditava que esse versículo estava falando diretamente com ele. Assim, ele se ofereceu para ir para a Índia, mas foi informado "Jovem, sente-se. Quando Deus quer converter os pagãos, Ele o fará sem a sua ajuda" Cary foi assim mesmo – sem ajuda financeira. Durante sete anos trabalhou sem ver uma única pessoa se converter -, mas até o final de sua vida, ele viu centenas de igrejas e milhares de convertidos. Hoje ele é conhecido como o "Pai das Missões Modernas". Ele era um homem de fé.
 
O segundo ponto que eu quero observar é:

2. A jornada de um homem sábio é uma jornada de adoração.

Quando os sábios foram em sua viagem foi com o propósito de adoração. Trouxeram com eles presentes: ouro, incenso e mirra. Estes presentes têm um monte de simbolismo que lhes estão associados. Ouro representa a riqueza. É um excelente presente para um rei. (Jesus era o Rei dos Reis) Incenso é a seiva de uma árvore que seca e endurece e usada como incenso para adorar a Deus. Assim, vemos um presente para sua divindade. (Jesus era o Filho de Deus) A mirra é um perfume aromático que era usado para ungir os mortos - para embalsamar e preservá-los. (Jesus era o Cordeiro Sacrificial)
 
Fato: “Adoração sempre envolve sacrifício”.
Houve um preço a ser pago para a adoração dos homens sábios? Você crê. Haviam-se dedicado para uma viagem. Viajar nesses dias não era muito confortável - na verdade, poderia ser realmente perigoso. Os sábios tinham sacrificado seu próprio conforto para encontrar o rei e adorá-Lo. Ouça o que disse Davi sobre o sacrifício:
“... porque não oferecerei ao Senhor meu Deus holocaustos que não me custem nada" II Samuel 24:24
Romanos diz desta maneira: "Rogo-vos pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional" Romanos 12:01
Realmente adoração requer sacrifício.
O maior presente - o maior sacrifício - que você pode dar a Deus é você mesmo. Você diz, mas eu não dei nada para ele hoje. Eu digo sim, você deu! Ainda hoje você lhe deu algo de si mesmo. Você tem dado a Ele o seu tempo por estar aqui. Você está preparado para uma viagem esta noite ao deixar o conforto de sua casa se vestir e pronto para procurar um rei. Você pegou seu carro – usou a gasolina para vir à igreja. Alguns de vocês no momento da oferta vieram ao gazofilaço entregaram uma oferta para ajudar a pagar as despesas do reino e manter o prédio da igreja - água, eletricidade, zelador, todos têm que ser pagos. Quando você coloca sua oferta no gazofilaço você ajudou a manter o reino de Deus. Quando você veio hoje você veio como um sacrifício vivo - mesmo que você não pode vê-lo como - mesmo que você pode não ter percebido isso. Os esforços que você faz para adorar a Deus é o seu sacrifício para ele. Mas aqui é um fato que eu quero que todos vocês se lembrem:

Fato: “O que Deus quer, acima de tudo - acima de tudo; eu”
Ele quer seu coração - Ele quer sua atenção - a pergunta a fazer é: O que estou disposto a dar-Lhe? Estou disposto a dar-lhe o meu melhor? Estou disposto a ir em uma jornada espiritual para adorá-Lo? Estou disposto a desistir de minha zona de conforto para seguir a Cristo? Os Reis Magos estavam - e você?
 
O terceiro ponto que eu quero observar é:

3. A jornada de um homem sábio é uma jornada de mudanças.

Veja o versículo doze: “Então, sendo por divina revelação avisados ​​em sonhos para não voltarem a Herodes, partiram para a sua terra por outro caminho”

Não é interessante que depois que eles adoraram a Jesus; não podiam voltar da mesma maneira que eles tinham vindo? Acho que é um fato até hoje. Uma vez que você se encontrou com Deus, você nunca mais será o mesmo. Um encontro com Deus muda as coisas - ele muda você - não é? Sempre foi assim.

Jacó lutou com Deus e nunca mais andou do mesmo jeito o resto de sua vida.
Isaías entrou na presença de Deus e "Ai de mim, pois estou perdido! Porque eu sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de lábios impuros; Porque os meus olhos viram o Rei, O Senhor dos Exércitos" Isaías 6:5. Ele nunca mais foi o mesmo.

Jó questiona a Deus uma e outra vez sobre seu sofrimento e quando Deus aparece Jó diz. "Eis que sou vil; que te responderia eu? Antes ponho a minha mão sobre a boca. Uma vez tenho falado, e não replicarei; ou ainda duas vezes, porém não prosseguirei" Jó 40:4-5
Jó se encontrou com Deus e se tornou um homem mudado.

Isso é o que acontece quando andamos na presença de Deus. Somos transformados. Foi o que aconteceu aos sábios quando encontraram Cristo - eles foram mudados. Isso é o que acontece quando nos deparamos com Cristo - as coisas se tornam diferentes.

Conclusão: É tempo de Natal e ouvimos a história dos sábios do oriente. Eles eram sábios porque eles tinham fé, eles eram sábios, porque eles adoravam e eles foram mudados para sempre - tudo por causa de uma criança. E você? Você está procurando uma mudança em sua vida? Encontra-se com Cristo neste Natal e posso garantir que você vai ser mudado. As coisas serão diferentes. Um passo de fé e busque-o como os sábios fizeram.

14 de dezembro de 2011

O encontro que você vai comparecer querendo ou não
O encontro que você vai comparecer querendo ou nãoTexto: “E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois disso o juízo" Hebreus 9:27.
Introdução: Há três julgamentos que você precisa saber sobre eles... dois dos três será aplicado a cada pessoa que já viveu.

I. O Julgamento do Destino Eterno!

Este juízo vem imediatamente após a morte e afeta todos os homens.
Sobre os salvos: "temos bom ânimo, mas desejamos antes estar ausentes deste corpo, para estarmos presentes com o Senhor” II Coríntios 5:8.[post_ad]“Veio a morrer o mendigo, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão..." Lucas 16:22.
Sobre os perdidos: "... morreu também o rico, e foi sepultado. No hades, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe a Abraão, e a Lázaro no seu seio" Lucas 16:22b -23a.

II. O tribunal de Cristo!

Este julgamento, que acontecerá imediatamente a seguir a vinda do Senhor para os remidos (referido como "o arrebatamento da igreja"). Este não é um julgamento para o pecado, mas de ações que temos feito. Nossos pecados foram julgados na cruz!
"Porque é necessário que todos nós sejamos manifestos diante do tribunal de Cristo, para que cada um receba o que fez por meio do corpo, segundo o que praticou, o bem ou o mal" II Coríntios 5:10.
"a obra de cada um se manifestará; pois aquele dia a demonstrará, porque será revelada no fogo, e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se permanecer a obra que alguém sobre ele edificou, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele prejuízo; mas o tal será salvo todavia como que pelo fogo" I Coríntios 3:13-15.
"E Seus olhos eram como chama de fogo". Apocalipse 1:14b.
Este julgamento vai determinar a nossa recompensa eterna [ou a falta dela] para as obras que temos feito. Lembre-se, nossa salvação é um dom [Efésios 2:8-9], mas a nossa coroa (s) será a nossa recompensa (s).

III. O Julgamento do Grande Trono Branco!

Este será o julgamento final dos tempos final; um julgamento de todos os incrédulos!
"E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiram a terra e o céu; e não foi achado lugar para eles. E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. O mar entregou os mortos que nele havia; e a morte e o hades entregaram os mortos que neles havia; e foram julgados, cada um segundo as suas obras. E a morte e o hades foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. E todo aquele que não foi achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo" Apocalipse 20:11-15.

Conclusão: Querendo ou não, você não poderá faltar a esse encontro. Está preparado?
Pr. Aldenir Araújo

13 de dezembro de 2011

Josué: A Receita do Sucesso
Receita do sucesso
Texto: Josué 1:8
Introdução: Os livros de autoajuda e os manuais são imensamente populares hoje. As pessoas querem saber como serem bem sucedidas, como conquistar amigos, como ganhar dinheiro, como obter uma promoção, como perder peso - é tudo sobre ser bem sucedido. No entanto, a Palavra de Deus é o manual de sucesso original e todos os manuais verdadeiramente úteis tem "segredos" que são baseadas na Palavra de Deus. Josué está prestes a embarcar em uma nova fase em sua vida. Os desafios que iria enfrentar eram assustadores e muito além de sua capacidade.
Deus dá-lhe uma: "Receita do sucesso” que eu quero compartilhar com você em 4 pontos:

I. Determine a base de sua vida sobre a Palavra

[post_ad]1. Os mandamentos de Deus são para o nosso bem: O Senhor tem falado conosco sobre os Mandamentos: que eles são para nosso bem. Ele está dizendo a Josué aqui para tomar uma decisão.
2. Você deve decidir: O mandamento é dado pela negativa, porque é fácil que isso aconteça! É fácil deslizar para trás - desordem, desânimo, ocupação. É preciso uma forte decisão e esforço para fazer isso.
3. Isso está acontecendo pouco antes de um grande evento: Josué está assumindo um novo papel, ele está liderando um grande povo, eles estão prestes a entrar na Terra Prometida, eles devem enfrentar muitos inimigos, eles precisam de sucesso. Não é assim a vida?

II. Cave fundo dentro da Palavra.

1. Medita nela dia e noite: Primeiro deve estar em sua boca. Ex. Judeus: aprender com a boca - pela repetição que entra no coração. Salmista no Salmo 1:1-2 e Salmos 119:11.
2. A Palavra é uma mina de ouro: quanto mais você medita (ruminar) mais bondade você extrai dela. Seixos são encontrados na superfície; diamantes você tem que cavar fundo. Isso é poderoso.

III. Fazer o que a Palavra diz.

1. O objetivo é a aplicação: Não apenas o conhecimento da Bíblia, vencer concursos, ser um professor, mas pratica-la.
2. A parábola de Jesus sobre os homens sábios e tolos: Mateus 7:24 - A diferença estava na prática. Ambos ouviram a palavra de Jesus, mas um prática e o outro, não.
3. Simplesmente escutar sem praticar é engano: Tiago diz que (Tiago 1:22-25). É como olhar para si mesmo no espelho e esquecer a sua imagem. Uma vez que a Palavra é viva, ela vai falar conosco e devemos, então, obedece-la.

IV. Obtenha o sucesso da Palavra.

1. Prosperidade e sucesso: Estes são subprodutos de uma vida baseada na Palavra. Se o processo é correto a qualidade é garantida. Você vai ver!
2. Deus quer nos prosperar e nos fazer bem sucedidos: contra a opinião popular, Deus quer que sejamos abençoados, próspero e bem sucedidos (III João 2 e Salmos 35:27)
3. Deus nos deu tudo o que precisamos para a vida: II Pedro 1:3-8. Está tudo em Sua Palavra, mas temos que aplicá-la.

Conclusão: Vamos determinar que seremos pessoas da Palavra. Vamos cavar fundo dentro dela, fazer o que ela diz e obter o sucesso e a prosperidade que ela tem para oferecer.

Pr. Aldenir Araújo
Preparação Para o Natal
Preparação para o Natal
Texto: João 1:12

Introdução: Esta é a época do ano quando todo mundo começa a se preparar para o Natal. As lojas estão cheias de pessoas comprando presentes. Shopping estão cheios de favoritos enfeites de Natal. Aquelas caixas embaladas longos meses atrás são retiradas e todo esse material lindo de Natal é exposto. As casas são decoradas com luzes e enfeites e pátios tornam-se vitrines do esplendor do Natal.

O que você faz para se preparar para o Natal?

Em algumas casas há um esforço de limpeza em massa. Toda a casa é limpa de cima para baixo para começar tudo de forma excelente. Antes de qualquer decoração ser colocada, toda a casa recebe uma boa limpeza.

Quando a limpeza está concluída, a casa precisa de ser arranjada para a decoração. A sala de jantar fica completamente alterada para a árvore de Natal e todas as outras decorações. Estantes são movidas. Decorações cotidianas são afastadas. Toda a casa é dada um novo olhar em preparação para a decoração. Depois de todos os arranjos feitos corretamente, as decorações começam e tudo começa a ficar com o aspecto do Natal. A árvore é criada com luzes amarradas de cima a baixo e ornamentos estão espalhados nos galhos. Vários outros enfeites surgem em torno da casa. Quando tudo isso é feito o trabalho de preparação está quase concluído.

A preparação final para o Natal gira em torno dos presentes. Listas são criadas de desejos determinados ou necessidades específicas e as idas as lojas começa. Várias viagens são feitas em várias lojas e centros comerciais. Claro que não seria Natal sem quatro ou cinco viagens para o shopping. O shopping é feito para que possamos dar e receber presentes no dia de Natal.

Tudo isso é uma grande ilustração de como Deus quer-nos a preparar para o Natal. Quando realmente se preparar para o Natal, há uma purificação pessoal. Quando realmente se preparar para o Natal, há um novo arranjo das nossas prioridades. Quando realmente se preparar para o Natal, há uma decoração do coração. Quando realmente se preparar para o Natal, há um dar e receber de presentes.

I. A limpeza do coração

“Bem-aventurados os puros de coração porque eles verão a Deus” Mateus 5:8

A palavra "bem aventurado" literalmente quer dizer feliz no original grego. A partir desta declaração de Jesus vemos que os puros de coração são os felizes de coração. Por quê? Simplesmente porque um dia verão Deus face a face. Agora isso parece muito simples, não é, porque tudo o que você precisa é um coração puro.

Eu não sei sobre você, mas muitas vezes meu coração parece mais poluído do que puro. Ainda fico com raiva quando alguém me fecha quando eu estou dirigindo na estrada. Fico frustrado quando meus melhores planos se desmoronam. Eu ainda perco a paciência com problemas estúpidos e insignificantes. Ainda fico com ciúmes quando ouço dos outros cujas realizações brilham mais do que as minhas.

Talvez nada disto se aplica a você. Talvez, você não é como eu e você tem sua vida em completa harmonia. Talvez você não tem nenhum problema com a questão puro de coração. Mas para aqueles de vocês, que são como eu e ainda luta com o ser puro de coração, tenho uma pergunta? Como podemos nos tornar puros de coração? O que temos que fazer?

Eu tenho algumas notícias extremamente ruins para você, não há nada que você possa fazer para tornar seu coração puro! A boa notícia é que Deus é o único que limpa o coração e tudo o que você precisa fazer é pedir-Lhe. Davi pediu a Deus exatamente isso: “Cria em mim um coração puro e renova um espírito reto dentro de mim” (Salmo 51:10) Deus concedeu o pedido de Davi e lhe deu um coração puro. Ele pode fazer o mesmo por você, tudo que você precisa fazer é pedir-Lhe.

II. A organização de prioridades

“Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”. Mateus 6:33

Uma parte essencial da preparação para o Natal envolve rearranjar. Assim como preparamos as nossas casas, horários e outros aspectos de nossas vidas para o Natal. Deus quer que preparemos nossos corações para o Natal. Seu desejo é que você crie mais espaço para o seu Filho na sala do seu coração.

Quando criamos esse espaço extra no coração, Deus nos abençoa com mais de Cristo. É então as bênçãos de Deus começa a fluir rapidamente em nossas vidas e transborda para a vida dos outros. Quando colocamos Cristo no centro de nossas vidas, todo o resto vem junto.

Quando Jesus fez esta declaração de buscar o reino de Deus em primeiro lugar, ele estava dando o antídoto para a preocupação. Jesus deixa claro que se quisermos ter sucesso na vida, o nosso foco deve ser em Deus em primeiro lugar.

Tornamo-nos tão ocupados celebrando a temporada que esquecemos totalmente o motivo da temporada! Tornamo-nos centrado em compras para os presentes certos e esquecemo-nos de dizer aos outros o dom perfeito de Deus. Não estamos preparados para o Natal até as nossas prioridades estão em linha.

III. A decoração do coração

O que Deus faz para decorar um coração?

“Eu lhe darei um coração novo e porei um espírito novo em vocês; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei um coração de carne”.

Deus decora um coração por evisceração do velho e criando algo novo. Quando Deus decora um coração ele deve ter total controle sobre toda a vida. Muito frequentemente, nós só damos a Deus o controle parcial e só permitimos que Ele faça as mudanças que nós aprovamos. O desejo de Deus é tomar sua vida e torná-la ainda mais bonita. Deus quer agregar valor à sua vida.

Deus quer apenas o melhor para sua vida e ele quer ser a influência de sua vida. No entanto, ele espera por você para dar-lhe permissão para começar o trabalho. Deus deseja decorar sua vida com a sua bênção e dar-lhe algo completamente novo.

IV. O recebimento e distribuição de presentes

A. O recebimento de presentes

“Mas, a todos quantos o receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus”. João 1:12

João fala daqueles que receberam a Cristo. O significado da palavra grega "receber" significa "bem-vindo" ou "aceitar." João está deixando claro que devemos dar as boas vindas a Cristo em nossas vidas. Este receber não é apenas para algumas partes da nossa vida, mas é para todas as áreas da nossa vida.

Cristo também deve ser crido. Crer no nome de Jesus significa colocar fé nEle como uma pessoa e no que ele representa. O simples ato é que muda a vida e transforma, porque nós nos tornamos filhos de Deus.

Deus nos deu um presente incrível. Pela fé, em Cristo, podemos nos tornar filhos de Deus. Quando aceitamos a Cristo, somos levados a família de Deus. João diz que por meio de Cristo nos é dado o direito de se tornarem filhos de Deus. Literalmente nos é dado a permissão para se juntar a família de Deus. Pela fé em Cristo, tornamo-nos uma parte da eternidade. Nossa cidadania é alterada e nós ganhamos uma morada no céu. Nossa posição na vida é alterada. Ganhamos uma morada no céu e a graça divina de Deus Pai.

B. A doação de presentes

Uma das maiores alegrias do Natal encontra-se em dar. Na verdade, é melhor dar do que receber. Eu nem sempre aprecio as compras ou a embalagem de presentes, mas eu gosto de dar os presentes. O mesmo pode ser verdade para você. Você gosta de ver os outros derramarem lágrima enquanto abre a embalagem. Você gosta de ver o brilho nos seu olhos. Você gosta de ouvir as palavras "Era tudo o que eu queria!"

Você pode se surpreender, mas isso se aplica a Cristo também. Há uma grande alegria quando você dá um presente a Cristo. O que Cristo quer de você?

“Filho meu, dá-me o teu coração; e deleitem-se os teus olhos nos meus caminhos” Provérbios 23:26
O maior presente que você pode dar a Cristo é você mesmo

Conclusão: Então, como você está com seus preparativos para o Natal? Existem algumas áreas de seu coração que precisam ser limpos? Talvez você precise rearranjar algumas coisas para dar mais espaço para Cristo em sua vida? Talvez o seu coração esteja bastante estéril e precisa de algumas das bênçãos de Deus para a decoração. Você recebeu o dom de Cristo e deu a Ele o seu coração?
Este ano, a maravilha do Natal pode se tornar viva para você de maneira nova, se você vai abrir seu coração e permitir Deus prepará-lo para o Natal.