14 de agosto de 2017

Série: Jesus no Evangelho de João - Jesus: A Videira Verdadeira

Série: Jesus no Evangelho de João - Jesus: A Videira Verdadeira
Texto: João 15:1-11

Introdução: A filosofia deste mundo é que uma pessoa pode encontrar alegria através de uma mudança nas circunstâncias. Aproveitando as férias, ganhando na loteria, conseguindo um emprego para ganhar mais, perdendo algum peso, etc., etc., mas Jesus tem um plano diferente para a nossa alegria.

Leia: V. 1-11

Nós passamos pelo Evangelho de João olhando em cada um dos capítulos e encontrando um retrato e uma descrição de Jesus Cristo. Algumas dos retratos são mais familiares para nós do que outros, mas todos são muito importantes para nós, pois buscamos conhecer Cristo mais plenamente.

No último versículo do capítulo 14, encontramos Jesus e os onze discípulos deixando o lugar onde estavam e saindo a caminho do Jardim do Getsêmani. Imagine que, ao atravessarem as ruas em direção ao jardim, passariam pelas vinhas. Talvez Jesus estendeu a mão e pegou um galho da videira e usou para ilustrar o ponto dele enquanto caminhavam. Ele fala de quatro assuntos importantes nesta passagem. Ele falou da videira, do viticultor, dos galhos e dos frutos. Ele fecha a passagem com esta explicação: "Estas coisas vos tenho dito, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo". V. 11

O que torna isso importante para você e para mim é que Jesus estava muito perto do fim de Seu ministério terreno. Depois dos acontecimentos no jardim seria a crucificação no Calvário. Essas últimas palavras de instrução aos Seus discípulos foram, e continuam sendo de grande importância para aqueles que o seguiriam.

I. Os Quatro Elementos desta Passagem.

A. A videira.
1. Jesus deixa claro que Ele é a "videira verdadeira".
2. Não há substitutos aqui ... Ele é a videira original ou genuína.
3. Ele não é apenas uma "videira"; Ele é "A videira Verdadeira".
4. O significado disso é que a videira é a fonte da vida para os ramos. (João 15:5) “Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer”

B. O lavrador.
1. O lavrador era o viticultor que planta e cuida da videira, dos galhos e dos frutos.
2. Ele é aquele que vigia cuidadosamente a videira para garantir que os galhos tenham muitos frutos (que é todo o propósito da planta ao ser plantada).
3. Jesus nos diz que o Pai é o lavrador.
4. É o próprio Deus que colocou Jesus aqui nesta terra para realizar o Seu propósito.

C. Os ramos.
1. Aqui é onde entramos.
2. Esta noite, se você é filho de Deus, então você é um ramo da Videira Verdadeira.
3. Nossa vida vem da nossa união com Cristo, e nós somos totalmente dependentes dele.
4. Jesus nos lembra que "sem ele, não podemos fazer nada".
a. Mas com ele ... permanecendo nele ... há muita promessa para o filho de Deus.
b. A promessa da oração respondida. V. 7
c. A promessa da fecundidade. V. 4
d. A promessa de Seu amor. (João 14:21) “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele”
e. E há a promessa de alegria. V. 11 (João 15:11) “Estas coisas vos tenho dito, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo”.
D. O Fruto.
1. O fruto é importante; porque o plano do Pai é que os ramos tenham muitos frutos.
a. Existem ramos que não dão frutos.
b. Há ramos que dão alguns frutos.
c. E há ramos que dão muito frutos.
d. Mas é o ramo que dá muito fruto que traz glória ao Pai!
2. Que tipo de fruto?
a. O fruto é a expressão externa da natureza interior.
b. Se eu ando pela mata, conheço uma árvore se eu vejo uma, mas não consigo reconhecer que tipo de árvore é olhando a casca ou as folhas.
c. No entanto, posso detectar uma árvore de noz ou uma árvore de nogueira quando vejo as nozes no chão ao redor.
d. O mesmo acontece com macieiras e pessegueiros.
e. O fruto é a expressão externa da natureza interior.
3. Jesus explicou que não é razoável esperar frutos contrários à natureza da árvore. (Mateus 7:16) “Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? ”
4. No caso de um crente, esses princípios de fecundidade se aplicam.
a. Isso significa que a natureza de Cristo (Quem habita dentro de nós na pessoa do Espírito Santo) deve ser expressa externamente.
b. O fruto não é algo que pode ser fabricado; é o produto natural da vida de um crente em Cristo.
c. A frutificação pode ser aumentada e reforçada pelo nosso relacionamento com Cristo e com a Palavra de Deus. (João 15:7) “Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será feito”.
5. O resultado de uma vida cristã frutífera.
a. Deus é glorificado
b. Nossas vidas são cheias de alegria.

II. A aplicação.

A. Jesus é a videira verdadeira; não há outro.
B. Seu desejo é viver a nossa vida para que possamos dar frutos ao Pai Celestial.
C. Ao concluirmos, há algumas perguntas que precisam ser feitas agora.
1. Você está "na videira verdadeira"?
a. Em outras palavras, você já foi salvo? Renascido?
b. Caso contrário, posso convidá-lo a vir e confiar em Cristo nesta noite?
c. Não há alegria real além de Cristo.
2. Crente, você está "permanecendo na videira verdadeira"?
a. Você está tirando sua força dele para que Ele seja capaz de produzir fruto através da sua vida?"
b. Você está produzindo o fruto dele hoje?
c. Onde você está com Jesus hoje?
d. Se Deus revelou áreas em sua vida que precisam ser tratadas hoje, então eu desafio você a vir a Jesus e deixá-lo cuidar de sua necessidade.

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Previous Post
Next Post

0 comments:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!