Série: Jesus no Evangelho de João - Jesus: O Mestre Divino

Série: Jesus no Evangelho de João - Jesus: O Mestre Divino
Texto: João 3:1-7

Introdução: Devemos lembrar que quando Jesus veio a esta terra, Ele veio ensinar os homens como escapar das trevas e chegarem à luz. Ele veio ensinar os homens a escapar da morte e a entrar na vida.

Neste capítulo, encontramos Jesus realizando seu ministério como mestre divino. Aqui, ele tem a oportunidade de ensinar um doutor da lei e ele faz exatamente isso! No entanto, Jesus usa esta passagem para nos instruir também. À medida que tomamos o tempo de observar esses versículos nesta noite, pode haver alguns dentre nós que estão da mesma forma que Nicodemos.

Aqui está um homem de sucesso que tinha tudo. Ele era respeitado, tinha dinheiro, poder, posição e todas as coisas que são consideradas fundamentais para uma vida bem-sucedida. No entanto, ele não tinha a única coisa que lhe garantiria a vida eterna. Faltava um relacionamento pessoal com o Senhor Jesus Cristo. Esta grande falta na vida de Nicodemos torna-se o tema da lição de Cristo.

Nestes versículos, Jesus explica a salvação a Nicodemos e no processo; Ele também explica isso para nós.

Leia: João 3:1-7


I. O caráter de Nicodemos. v. 1

A. Ele era um dos principais dos judeus - provavelmente um membro do sinédrio.
1. Como tal, ele estava entre os homens mais poderosos naquela época.
2. Ele era um juiz, bem como um membro do Supremo Tribunal.
B. Ele era religioso - Ele foi chamado de fariseu.
1. Isso significa que ele aderiu ao mais rigoroso dos padrões religiosos e éticos.
2. Nem todos os fariseus eram hipócritas.
3. Alguns realmente faziam o melhor para viver diante do Senhor em verdadeira santidade.
4. Parece que Nicodemos era desse calibre.
C. Ele era verdadeiro - Sua abordagem a Jesus indica que Ele era sincero em sua busca pela verdade.
1. Aqui está um homem que queria encontrar a verdadeira paz para sua alma.
2. Ele provavelmente veio de noite, não por medo, mas para que ele pudesse ter uma conversa ininterrupta com Jesus.
3. Eu não me importo com alguém que faz perguntas quando são sinceras e está procurando a verdade.
4. Nem o Senhor!

II. O cumprimento de Nicodemos. v. 2

A. Ele dirigiu-se a Jesus com respeito
1. Nicodemos chama Jesus de "Rabi".
2. Ele se refere a Ele como um mestre, e parece manter Jesus em grande consideração.
B. Ele aborda Jesus com uma percepção
1. Parece que Nicodemos, pelo menos, entendeu que Jesus havia sido enviado de Deus para o mundo.
2. Nicodemos, ao que parece, tinha pelo menos uma vaga compreensão de quem realmente era Jesus.
C. Ele aborda Jesus com raciocínio humano
1. Nicodemos está dando honra a Cristo e está mostrando respeito pelo poder de Cristo que ele viu, (Os milagres).
2. No entanto, ele tinha um conhecimento limitado em sua estimativa de quem realmente era Jesus.
3. Para Nicodemos, Jesus não era mais do que um mestre, ou um profeta que Deus havia enviado.
4. Este é sempre o problema da religião!
5. Conhecimento limitado de quem realmente é Jesus Cristo.
6. Eles querem dizer que Jesus é necessário, mas você deve adicionar o batismo, ou a confirmação, ou a participação da igreja, ou a comunhão, qualquer uma das mil outras coisas.
7. Se a fé deixa de reconhecer Jesus Cristo como o único meio de salvação, então você não tem salvação!
8. É Jesus, mais nada, menos nada.
9. É só Jesus e Jesus somente que podem salvar a alma do pecado.

Veja também:
(João 14:6) “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”.

(Efésios 2:8-9) “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie”.

III. O desafio de Jesus - Jesus aborda a necessidade do coração de Nicodemos.

A. Jesus diz a Nicodemos que sua religião não é suficiente para salvar sua alma.
1. Ele diz a Nicodemos que ele deve experimentar o "Novo nascimento".
2. Jesus usou uma ilustração comum para esclarecer seu pensamento.
a. O nascimento é uma experiência universal.
b. Todo mundo passou por isso.
c. Mas Jesus está falando sobre um tipo diferente de nascimento.
B. A natureza do novo nascimento
1. A palavra "de novo" significa "de cima ou de um lugar mais alto".
2. Refere-se a coisas que vêm somente de Deus.
3. Essa é a natureza do novo nascimento.
4. O homem não pode realizá-lo.
5. É uma obra de Deus e de nenhum outro!
C. A Necessidade do Novo Nascimento
1. A palavra "se", no texto é um imperativo.
2. Significa literalmente que uma pessoa não tem outras escolhas no domínio da salvação.
3. Ou você vem da maneira de Deus ou não experimenta a Sua salvação.
4. Em outras palavras, é Jesus ou nada!

(Atos 4:12) “E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos”.

IV. A confusão de Nicodemos. V. 4

A. Nicodemos, como tantos outros, confundiu as coisas de Deus com as coisas da carne.
1. Ele pensou que Jesus estava se referindo a um retorno ao ventre de sua mãe.
2. Uma coisa que seria uma impossibilidade absoluta.
B. Há muitos que não entendem o plano da salvação.
1. Quando alguém tenta pensar sobre isso em termos humanos, não faz absolutamente nenhum sentido.
2. É uma coisa espiritualmente discernida e a menos que o Espírito de Deus desperte a mente para a verdade do plano de Deus, então não pode haver entendimento e, em última análise, nenhuma salvação.
3. É por isso que Jesus ressalta a necessidade de o Pai levar os homens à verdade.

(João 6:44) “Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou não o trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia”.

V. O esclarecimento de Jesus V. 5-13

- Em um esforço para esclarecer as coisas para Nicodemos, Jesus passa a explicar a forma desse "novo nascimento". 
A. Os instrumentos do novo nascimento
1. Nascido da água.
a. Muitos estão confusos quanto ao que a água aqui se refere.
b. Alguns pensam no batismo, mas isso é impossível, pois isso acrescentaria obras à graça.
c. Refere-se ao nascimento natural.
1) Nicodemos pensava em termos naturais.
2) Jesus explicou que havia necessidade de dois nascimentos ... o natural e o espiritual.
d. Refere-se à Palavra de Deus.
1) É a Palavra de Deus que regenera e move o coração do pecador.
2) É a Palavra de Deus que o torna extremamente consciente de Sua necessidade de Cristo.
3) É a Palavra de Deus que provoca a convicção do pecado e a possibilidade de fé, (Romanos 10:17) “Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo”.
2. Nascido do Espírito
a. Depois que a convicção chega e o Espírito do Senhor move nosso coração, nós temos uma decisão a tomar.
b. Quando voltamos para Jesus para a salvação, nós recebemos a vida eterna.
c. Este é o novo nascimento. (1 João 5:4-5) “porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. Quem é o que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? ”
d. Cremos que Jesus Cristo é o que Ele disse que Ele é ... o Filho de Deus!
B. O Imperativo do Novo Nascimento. V. 6-7
1. Jesus novamente enfatiza que há dois nascimentos.
2. O nascimento natural ou carnal, e o nascimento sobrenatural ou espiritual.
3. "Não te admires" ... não se surpreenda com esta declaração simples.
4. "Te" = Nicodemos, mas "Te" também significa todos os homens em todos os lugares.
5. Devemos nascer de novo ... não há outra maneira de ver o reino de Deus ... não há outro meio de ser salvo ... não há outro caminho para ter a vida eterna.

Conclusão: A escolha é nossa ... como responderemos ao Senhor hoje? Continuaremos a nos apegar a falsas esperanças e promessas vazias ... ou abraçaremos a verdade da Palavra de Deus hoje? Venha e nasça de novo!
Série: Jesus no Evangelho de João - Jesus: O Mestre Divino Série: Jesus no Evangelho de João - Jesus: O Mestre Divino Reviewed by Aldenir Araujo on junho 21, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.