Doce hora de oração: Petição

Doce hora de oração: Petição
Texto: Mateus 7:7-11

Introdução: Hoje continuando no nosso tema sobre a oração. Chegamos ao único aspecto com o qual estamos mais familiarizados ... petição. A petição é aquele aspecto da oração dado a pedir a Deus coisas pessoais específicas. Buscar uma benção altruísta espiritual ou material não é antibíblico. Observamos a oração de Jabez no domingo passado. Jabez pediu a Deus para abençoá-lo e Deus lhe concedeu seu pedido.

Encontramos este princípio em todas as Escrituras. É uma regra de Deus. Considere este texto de hoje: Mateus 7:7-11. Jesus nos disse para "Pedí, e dar-se-vos-á". Quando Jesus encarou o cego em Marcos capítulo 10 Ele perguntou: "Que queres que eu te faça?" Certamente o Senhor sabia que o homem era cego, mas Ele queria que ele declarasse sua necessidade. A petição não é tanto a nossa porta de abertura do céu para liberar o poder de Deus como deve estar o nosso coração aberto para receber o que Deus já está ansioso para nos dar. Jesus ensinou Seus discípulos a orar: "Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia". Hoje à noite queremos considerar algumas chaves importantes para peticionar a Deus.

I. Nossas petições devem ser específicas.

A. Desejamos respostas específicas às nossas orações, por isso devemos fazer petições específicas ao Senhor.
B. Nossas petições nunca devem ser tão gerais que nós não a reconheceríamos cada vez que Deus responder às nossas orações.
C. Nem as nossas petições devem ser tais que nos esquecemos do que oramos anteriormente.
D. Uma grande ajuda para isso é manter cuidadosamente uma lista de oração e atualizá-la periodicamente.

II. Nossas petições devem ser completas.

A. Cada pedido deve ser cuidadosamente pensado antes de ser apresentado.
B. Precisamos evitar petições superficiais como "Senhor, abençoe ... e Senhor, ajude ...".
C. Quanto mais específica e completa a petição, mais fé é gerada quando a apresentamos a Deus.

III. Nossas petições devem ser sinceras.

A. As atitudes pessoais são importantes quando apresentamos nossas petições diante de Deus.
B. Quando nos levantamos da oração, devemos ser capazes de dizer: "Eu sei o que eu pedi a meu Pai, e espero uma resposta".
C. Deus conhece nossos corações ... podemos enganar os outros, mas não podemos enganar a Deus!
D. Motivos errados na oração muitas vezes são a razão pela qual não vemos os resultados que desejamos.
E. Tiago nos adverte sobre nossas petições no capítulo quatro:
1. "Não o tendes, porque não pedis"
2. "Pedis, e não recebeis, porque pedis mal"
3. Deus está realmente preocupado com nossas atitudes na oração.

IV. Nossas petições devem ser simples.

A. Embora devêssemos analisar um problema e pensá-lo antes de apresenta-lo a Deus.
B. Não deve ser longo e complicado.
C. Algumas das maiores orações são feitas por crianças ... simples e específicas.
D. Algumas ajudas para fazer sua petição a Deus.
1. Peça ao Espírito Santo para lhe ajudar a reivindicar apenas aqueles desejos que trarão honra e glória a Deus.
2. Faça uma lista (mental ou real) de necessidades específicas que você tem e apresente cada necessidade a Deus.
3. Tome tempo para explicar por que deseja uma resposta ao seu pedido.
4. Examine frequentemente seus motivos para reivindicar uma petição.

Conclusão: A verdadeira resposta é cultivar a intimidade com Deus, inclinando-se à supremacia de Jesus.

Um autor desconhecido fez um grande resumo da oração ensinado por Jesus que servirá como nossa conclusão nesta noite:

- Eu não posso dizer "nosso" se eu viver apenas para mim.
- Eu não posso dizer, "Pai" se eu não me esforço cada dia para agir como Seu filho.
- Não posso dizer, "santificado seja o teu nome" se eu estiver brincando com o pecado.
- Não posso dizer "venha o seu reino" se eu não permitir que Deus reine em minha vida.
- Não posso dizer "dá-nos hoje o nosso pão de cada dia" se estou confiando em mim mesmo, em vez de na provisão de Deus.
- Eu não posso dizer, "perdoa-nos as nossas dívidas" se eu estou guardando rancor ou retendo o perdão de outra pessoa.
- Eu não posso dizer, "não nos deixes entrar em tentação" se eu me coloco deliberadamente em seu caminho.

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Doce hora de oração: Petição Reviewed by Aldenir Araujo on domingo, novembro 06, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.