O Deus de Gideão está conosco

O Deus de Gideão está conosco
Texto: Juízes 6:1-16

Introdução: Juízes descreve um momento muito triste na história de Israel. Eles não tinham rei, e todos faziam o que bem entendiam. Cada vez que eles se afastavam e sofriam sob as mãos de seus inimigos, eles clamavam a Deus. E Deus enviava um libertador - um juiz - que os ajudava e libertava-os da escravidão.

Em Juízes 6, lemos que o povo estava sofrendo há 7 anos pelas mãos dos midianitas. Eles eram tão opressivos que os israelitas tinham de se esconder em fendas das montanhas e cavernas (v.2). Sempre que eles plantavam algumas culturas, os inimigos vinham e destruíam tudo. A Bíblia diz no versículo 4 eles "... não deixavam mantimento em Israel, nem ovelhas, nem bois, nem jumentos". E quando eles subiam, "subiam com os seus rebanhos e tendas; vinham em multidão, como gafanhotos", tão grande era a força que "era impossível contar os homens e os seus camelos." De fato, em 7:12 diz que os seus camelos "eram inumeráveis, como a areia na praia do mar”.

Olhe para o que Gideão estava fazendo, e vamos entender quão desesperada era a situação. O verso 11 diz que Gideão "estava malhando o trigo no lagar ...". Isso era estranho, porque ninguém debulhava trigo dentro de casa. Eles faziam isso nos campos abertos, onde o vento pode ajudar a separar o trigo do joio. E Gideão estava malhando grãos dentro de casa para o esconder dos midianitas. Imagine que você tenha que trabalhar na clandestinidade para a sua subsistência.

Se entendermos as necessidades humanas de acordo com a hierarquia de necessidades - todas as suas necessidades básicas não eram cumpridas. Eles estavam à procura de abrigo, de comida, proteção e segurança. Em tal situação desesperadora "os israelitas clamaram a Deus por ajuda" (V.6).

Louvado seja Deus! Quando o homem clama a Deus, Ele ouve e ele responde. E Ele veio em seu socorro. Esse é o padrão ao longo deste livro. Deus se preocupa com o homem. Ele se importa o suficiente para agir. Como o homem não estava tão certo sobre isso, Deus enviou um profeta, que disse:

Juízes 6:8-10
"enviou-lhes o Senhor um profeta, que lhes disse: Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Do Egito eu vos fiz subir, e vos tirei da casa da servidão; livrei-vos da mão dos egípcios, e da mão de todos quantos vos oprimiam, e os expulsei de diante de vós, e a vós vos dei a sua terra. Também eu vos disse: Eu sou o Senhor vosso Deus; não temais aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Mas não destes ouvidos à minha voz”.

Deus nos liberta da escravidão, libertar-nos para que possamos voltar a Ele - o verdadeiro Deus e adorá-Lo. Deus se importa o suficiente, para nos libertar da escravidão do pecado, nos torna livres, nos dá o dom de uma vida abundante e eterna, para que possamos ser reconciliados com Ele e adorá-Lo novamente. É como se Deus dissesse: "Eu não o libertei para que você sofra; Eu o libertei para que você possa voltar a Mim, Me adorar e ser abençoado".

Mas esse não foi o caso de Israel, porque a última linha disse: "Mas não destes ouvidos à minha voz" (V.10b). Eles optaram por seguir seu próprio caminho e fazer suas próprias coisas. 6:1 "Mas os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do Senhor". Não foi Deus que mudou, mas o homem. Nós nos afastamos de Deus.

Assim, Deus levanta Gideão para restabelecer a situação.

1. Não defina Deus através de nossa experiência limitada

O anjo lhe apareceu e disse: "o anjo do Senhor e lhe disse: O Senhor é contigo, ó homem valoroso" (V.12). Gideão ficou surpreso ao ouvir isso. Olhando para os sofrimentos que ele estava passando, sua resposta foi de descrença - "se o Senhor é conosco, por que tudo nos sobreveio? ” (V.13).

Nós fazemos a mesma pergunta o tempo todo.

· Você adoeceu, e teve que gastar muito dinheiro com tratamento.... Por quê? Por isso aconteceu comigo? Se Deus me ama, como isso pode acontecer comigo?
· Sua empresa não está indo bem. Na verdade, este mês você não foi capaz de pagar seus funcionários. Os credores foram atrás de você. Se Deus está comigo, isso não deveria ter acontecido...

O homem pergunta hoje: "Se Deus é bom, por que é que há tantos sofrimentos em nosso mundo de hoje?" A culpa é de Deus. Nós colocamos a responsabilidade sobre os seus ombros.

Nós terminamos com essa conclusão – a conclusão de Gideão (v 13b): "Agora, porém, o Senhor nos desamparou”. Deus deve ter nos deixado.

Olhe atentamente para esta passagem - vemos algumas pistas por que Israel estava sob a opressão -
v. 1 - Mas os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do Senhor
v. 10 - eles adoram os deuses dos amorreus (V.10). Eles optaram por afastar-se do Deus que podia abençoá-los.

O sofrimento humano é a consequência do pecado humano e loucura. Isaias 53:6 "Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho...". Escolhemos afastar-se de Deus e fazer nossas próprias coisas. O mundo se afastou para longe de Deus e Seus caminhos. E estamos vivendo as consequências de tal ato. Estamos vivendo em um mundo decaído, entre os homens caídos.

Deus não nos abandonou. Na verdade, Ele é o único que olha para nós. Jesus "veio buscar e salvar o que estava perdido" (Lucas 19:10). Gideão estava errado. Seus sofrimentos os despertou de seus caminhos pecaminosos e conduziu-os de volta para Deus. Algumas coisas acontecem para nos acordar de nosso sono e nos conduzir de volta a Deus.

2. Não duvide de Deus por falta de experiência

E então Gideão passou a dizer no v.13: "...por que tudo nos sobreveio? E onde estão todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o Senhor subir do Egito?". Gideão estava tão obcecado com os problemas que ele não conseguiu ver Deus ou experimentar a presença de Deus. Ele estava tão esmagado por seu sofrimento que ele não conseguiu ver Deus com os olhos da fé.

· É precisamente porque Deus fez maravilhas no passado que podemos confiar nEle hoje. Deus não libertou Israel do Egito para que eles um dia fossem sofrer e perecer. Deus não nos salva, para que um dia pereçamos. Deus não nos redimiu pelo sangue de Jesus, para então nos ver perecer em vida através da dor e sofrimento. Paulo diz que está confiante disto, "que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus" (Filipenses 1:6).

Deus tem um plano maravilhoso para sua vida e se Ele pagou o preço de Jesus para redimi-lo, tenha certeza de que sua vida é de grande valor para Ele. Temos de ver com os olhos da fé. Não permitamos que os problemas da vida nos faça duvidar de Deus. Deus ainda é um Deus bom. Nós não definimos Deus através de uma experiência limitada, e não duvidamos de Deus por falta de experiência.

Deus é mais do que a sua experiência. Deus nos ajudará a superar. O livro do Apocalipse diz que: "nós somos vencedores". Precisamos ter experiência pessoal com Deus. Gideão ouviu falar sobre as maravilhas de Deus ... "todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram...". Ele pode não ter conhecido pessoalmente Deus e Suas operações em sua vida. Portanto vemos na parte posterior deste capítulo, que ele estava sempre pedindo a Deus para provar a ele que era Ele que estava falando com ele.

Precisamos ter um relacionamento pessoal com Deus, cada um de nós ... os filhos precisam ter a sua própria comunhão com Jesus. A fé não pode ser transmitida. Podemos ensinar e educá-los, mas, eventualmente, eles devem conhecer e experimentar Deus por si mesmos. Deus deve ser real e não apenas a nossos pais, mas para nós também. Em última análise, não deve ser apenas as maravilhas de Deus "que nossos pais nos contaram", mas as maravilhas de Deus que temos experimentado.
"Deus não tem netos, apenas filhos"

3. Não limite Deus por causa das suas próprias limitações

E então o Senhor diz a Gideão que ele é o homem do momento. Deus iria enviá-lo para libertar seu povo dos inimigos. No entanto, sua primeira reação foi de descrença. 6:15 "Replicou-lhe Gideão: Ai, senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai".

Gideão duvidou da habilidade de Deus para usá-lo. Ele queria que Deus fizesse coisas poderosas para salvar Israel ... e quando Deus queria usá-lo para fazê-lo, ele acha difícil de aceitar. Queremos que Deus faça grandes coisas - reavivar a igreja, trazer os perdidos, abençoar a nossa família ... e então quando Deus nos diz que Ele vai fazer isso por meio de nós, não queremos aceitar.

Deus disse isso muito bem: "Vai nesta tua força, e livra a Israel..." (v.14). Deus não esperava que Gideão fosse ser um super-homem - Ele disse, basta ir na força que você tem. Quando Deus nos chama para servi-Lo, nós simplesmente vamos com o que temos. Deus está à procura de um coração disposto, um coração obediente. O importante é o verso 14b "porventura não te envio eu? ”, e o verso 16 "Porquanto eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas como a um só homem".

Não diga que você é muito pequeno, muito fraco, não tem talento ou não é capacitado ... quando Deus chama, Ele capacita. Só venha como você está. O importante não está na sua "pouca força", mas se Deus vai estar com você. Se Ele está, então podemos "derrotar os midianitas como se fossem um só homem".

Deus é paciente com o homem. Gideão acha difícil crer. Ele pediu por sinais e Deus fez alguns milagres para tranquilizá-lo. Eventualmente, em Juízes 7 lemos do sucesso de Gideão - tudo porque ele finalmente colocou sua fé em Deus. Ele viu as maravilhas de Deus - não apenas o que seus pais lhe contaram, mas algo que ele experimentou pessoalmente.

Conclusão

· Não defina Deus através da nossa experiência limitada. Seu nome é Emanuel - "Deus conosco".
· Não duvide de Deus por falta de experiência. Hebreus 13:5b-6 "... porque ele mesmo disse: Não te deixarei, nem te desampararei. De modo que com plena confiança digamos: O Senhor é quem me ajuda, não temerei; que me fará o homem?"
· Não limite Deus por causa das suas próprias limitações. João 14:12 "Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai".

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

O Deus de Gideão está conosco Reviewed by Aldenir Araujo on segunda-feira, julho 25, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.