Tornando-se um vencedor no mundo de hoje - Sendo cristão em um mundo não cristão

Tornando-se um vencedor no mundo de hoje - Sendo cristão em um mundo não cristãoTexto: Efésios 4:17-24
Introdução: Nesta série de mensagens; estamos lidando com o que significa ser um vencedor no mundo de hoje. Vivemos em um mundo que apresenta muitos desafios para a nossa fé e temos de ser capazes de superar e lidar de uma forma que mostra e prova que maior é aquele que está dentro de nós do que aquele que está no mundo.
Nesta mensagem quero falar sobre como devemos manter atitudes como Cristo em um mundo que é fortemente influenciado pelo maligno e todas as suas atitudes e dispositivos malignos.
[post_ad]
1 João 5:19 “Sabemos que somos de Deus, e que o mundo inteiro jaz no Maligno”.
Quando se diz que o mundo inteiro está sob o domínio do maligno, significa que o mundo está sob a influência controladora do diabo. Isso significa que o diabo ou o maligno está usando toda a sua capacidade de exercer influência e autoridade.
Jesus nos advertiu dessas atitudes e Paulo advertiu a Timóteo em uma carta dirigida a ele. Nós encontramos muitas passagens na Bíblia que nos dão uma boa ideia do tipo de atitudes que estão sendo promovidas e influenciadas no mundo de hoje, com muita autoridade.
Mateus 24:12 "e, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará”.
2 Timóteo 3:1-5 “Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta-te também desses”.
Estas são muitas das atitudes que os cristãos têm de enfrentar e lidar todos os dias de suas vidas. Também são atitudes que são promovidas pesadamente através dos meios de comunicação.
Se o mundo fosse cheio de características divinas, seria mais fácil para nós revestir das características maravilhosas da natureza de Cristo. Mas não é; o que torna muito mais difícil colocar a roupa que pertence ao Senhor Jesus Cristo. O mundo odeia essas atitudes.
João 15:19 "Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia”.
João 17:14 "Eu lhes dei a tua palavra; e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo”.

I. O desafio para o cristão no mundo de hoje.

1. Somos incentivados a ser irrepreensíveis e santos.
Filipenses 2:14-16 “Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus imaculados no meio de uma geração corrupta e perversa, entre a qual resplandeceis como luminares no mundo, retendo a palavra da vida; para que no dia de Cristo eu tenha motivo de gloriar-me de que não foi em vão que corri nem em vão que trabalhei”.
Tiago 1:27 “A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo”.
Isso significa que não podemos dar ao luxo de permitir que nossas atitudes e características sejam moldadas pelo mundo. Somos chamados a resistir o molde do mundo.
Romanos 12:2 “E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”.
2. Somos chamados para ser sal e luz.
Nossa vocação e destino, como cristãos, é ser sal e luz no mundo que vivemos.
Mateus 5:13-14 "Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte”.
O que esta passagem da Escritura está nos encorajando a fazer é ser a influência controladora do mundo.
A fim de ser o tipo de controle de influência no mundo que Deus nos chamou para ser; significa que cada um de nós assume a responsabilidade de colocar o Senhor Jesus Cristo e todas as suas vestes. É como fazemos isso que realmente nos tornar sal e luz e agimos como um agente de conservação e começamos a dar sabor ao mundo que nos rodeia.

II. Atitudes como as de Cristo nos ajudam a resistir a conformidade do mundo.

1. Devemos nos comportar com simplicidade e sinceridade de Deus.
2 Coríntios 1:12 “Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que em santidade e sinceridade de Deus, não em sabedoria carnal, mas na graça de Deus, temos vivido no mundo, e mormente em relação a vós”.
2. Devemos exercer uma justiça que não é falsa.
Devemos nos esforçar para ser santo sem ser autossuficientes ou parecendo que estamos esnobando o mundo. Nosso objetivo deve ser o de se tornar cada vez mais semelhante a Cristo, cuja presença acolheu os pecadores e os tornou confortável.
A descrição do caráter de Cristo sobre a justiça nos dá um vislumbre da razão pela qual ele foi capaz de resistir a conformidade do mundo sem ser autossuficiente é encontrado em Hebreus.
Hebreus 1:9 “Amaste a justiça e odiaste a iniquidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros"
Jesus não se limitou a agir com retidão; Ele amava a justiça. Ele não se limitou a abster-se de atos pecaminosos; Ele odiava a iniquidade. Sua santidade foi mais além da pele. Não era a conformidade exterior a um código moral ou religioso. Foram além de seus pensamentos, palavras e ações. As emoções de Jesus eram santas. Seus motivos eram santos. Tudo o que Ele fez foi com a intenção de agradar o pai.
A chave para andar em uma verdadeira santidade e justiça é se revestir das características de Cristo, bem como rejeitar tudo o que é mundano e pecaminoso.
Efésios 4:22-24 “a despojar-vos, quanto ao procedimento anterior, do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; a vos renovar no espírito da vossa mente; e a vos revestir do novo homem, que segundo Deus foi criado em verdadeira justiça e santidade”.
Se eu apenas estou tentando despojar, sem me revestir, então o que vai acontecer é que vou me tornar muito autossuficiente em minha atitude para com o mundo e as pessoas envolvidas em sua armadilha.
Assim como o desejo de pôr de lado as práticas pecaminosas, devemos estar perseguindo igualmente os traços do caráter positivo, tais como amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.
Se o meu foco é simplesmente o que eu preciso despojar e não o que Deus está me chamando para revestir, eu vou começar a andar em uma atitude de santinho, o que é um grande desvio para os incrédulos.
É quando estamos andando no fruto do Espírito e as boas obras que nos permite preservar e dar sabor a atmosfera do nosso mundo. É através das minhas boas obras e frutos que a luz do evangelho brilha.
Mateus 5:16 "Que a vossa luz brilhe diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”.
3. Devemos exercer a resposta adequada quando somos injuriados.
2 Timóteo 3:12 “E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições”.
Sabemos pela Palavra de Deus que, quando nós nos esforçamos para viver uma vida piedosa diante dos incrédulos e do mundo, vamos experimentar certa quantidade de perseguição, zombaria, etc.
Como Cristo quer que respondamos quando experimentamos essas coisas? Jesus, na verdade, respondeu a esta pergunta para nós quando Ele estava sendo perseguido por causa da justiça?
João 18:36 “Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; entretanto o meu reino não é daqui"
1 Pedro 2:21-23 “Porque para isso fostes chamados, porquanto também Cristo padeceu por vós, deixando-vos exemplo, para que sigais as suas pisadas. Ele não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano; sendo injuriado, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente”
Devemos ter o propósito em nossos corações para sempre responder com atitudes semelhantes a Cristo durante estes tempos; caso contrário nós apagamos a luz e nossa perseguição e sofrimento é tudo em vão.
Como cristãos, devemos aprender a lidar com a rejeição, porque se não o fizermos, vamos nos comprometer e ser atraído de volta para dentro do molde que o mundo está tentando nos impor.

Conclusão: Vimos nesta mensagem que, como cristãos, Deus não quer que estejamos sob a influência do mundo, mas sim que sejamos irrepreensíveis e santos e livres da corrupção do mundo.
Vimos que podemos fazer isso através da nossa conduta com simplicidade e sinceridade de Deus e exercendo uma justiça que não é falsa e, em seguida, propondo não insultar quando somos maltratados. Isto é o que nos permite ser irrepreensíveis e andar como um vencedor no mundo.

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Tornando-se um vencedor no mundo de hoje - Sendo cristão em um mundo não cristão Reviewed by Aldenir Araujo on quarta-feira, abril 30, 2014 Rating: 5

Um comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.