sabios do oriente
Texto: Mateus 2:1-12
 
Introdução: A história dos sábios é uma história que está envolta em mistério. Da tradição parece que conhecemos todos os fatos e detalhes. Mas quando estudamos as Escrituras descobrimos que há um monte de perguntas que não podemos responder sobre os sábios do texto bíblico. Por exemplo:
Quantos eram? Nós não sabemos.
De onde eles vêm? Nós não sabemos.
Quanto tempo durou a viagem? Nós não sabemos.
Eles apenas aparecem misteriosamente - e tão misteriosamente eles se foram. Mas uma coisa eu estou certo é que o número de homens e mulheres sábios aumenta a cada geração as pessoas continuam a buscar o Cristo.
 
Vejamos três fatos que podemos aprender com a história dos sábios.

1. A jornada de um homem sábio é uma jornada de fé.
“Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente".
O que levaria alguém a deixar o conforto de sua casa para ir a uma viagem perigosa? Romance? Sim. Riqueza? Mais definitivamente. Mas a fé? Sim - a fé. "Onde está aquele que é nascido rei dos judeus?" Que pergunta sondagem - não há dúvida em suas palavras que Ele havia nascido - a pergunta é "Onde está Ele?" Eles tinham visto a estrela - a evidência era real - agora onde está Ele? Eles tinham fé de que Ele estava vivo - que Ele existia - agora tudo que eles precisavam fazer era encontrá-Lo. Seu propósito estava estabelecido - encontrá-Lo. E assim, eles estavam dispostos a arriscar tudo para encontrá-Lo. Eles estavam dispostos a deixar a segurança de suas casas - para o risco de uma perigosa jornada em busca de um rei.
Você pode imaginar a reação de seu vizinho? "Você vai a uma viagem?" "Sim." "Onde você está indo?" "Nós não sabemos com certeza." "É muito longe?" "Bem, nós não sabemos" Quanto tempo você vai demorar? "Bem, não temos certeza sobre isso"
Mas você sabe que devem ter dito as mesmas coisas para Abraão quando deixou sua casa para a Terra Prometida. Eles devem ter dito as mesmas coisas a Noé que estava construindo uma arca - embora nunca tivesse chovido na história da Terra, até que ponto. Eles devem ter dito o mesmo tipo de coisas a Pedro, André, João e Tiago, quando eles deixaram as redes de pesca para se tornarem pescadores de homens. O que você está louco? Você é insano? Perdeu o juízo? Não, louco não- insano não – sem juízo não - homens de fé.

Fato: As viagens de Deus sempre envolvem fé”.
É impossível agradar a Deus sem fé. E por quê? Porque qualquer um que queira se aproximar de Deus deve acreditar tanto que ele existe e que ele se importa o suficiente para responder àqueles que o buscam. Hebreus 11:6.
Pessoas de fé se mostram dispostos a responder aos desafios do desconhecido repetidas vezes ao longo da história.
William Cary era sapateiro quando um dia ele ouviu falar de milhões de pessoas na Índia que não tinham ouvido a Boa Nova de Jesus Cristo. Ele acreditava na grande comissão "Ide por todo o mundo e pregai o evangelho" Ele acreditava que esse versículo estava falando diretamente com ele. Assim, ele se ofereceu para ir para a Índia, mas foi informado "Jovem, sente-se. Quando Deus quer converter os pagãos, Ele o fará sem a sua ajuda" Cary foi assim mesmo – sem ajuda financeira. Durante sete anos trabalhou sem ver uma única pessoa se converter -, mas até o final de sua vida, ele viu centenas de igrejas e milhares de convertidos. Hoje ele é conhecido como o "Pai das Missões Modernas". Ele era um homem de fé.
 
O segundo ponto que eu quero observar é:

2. A jornada de um homem sábio é uma jornada de adoração.
Quando os sábios foram em sua viagem foi com o propósito de adoração. Trouxeram com eles presentes: ouro, incenso e mirra. Estes presentes têm um monte de simbolismo que lhes estão associados. Ouro representa a riqueza. É um excelente presente para um rei. (Jesus era o Rei dos Reis) Incenso é a seiva de uma árvore que seca e endurece e usada como incenso para adorar a Deus. Assim, vemos um presente para sua divindade. (Jesus era o Filho de Deus) A mirra é um perfume aromático que era usado para ungir os mortos - para embalsamar e preservá-los. (Jesus era o Cordeiro Sacrificial)
 
Fato: “Adoração sempre envolve sacrifício”.
Houve um preço a ser pago para a adoração dos homens sábios? Você crê. Haviam-se dedicado para uma viagem. Viajar nesses dias não era muito confortável - na verdade, poderia ser realmente perigoso. Os sábios tinham sacrificado seu próprio conforto para encontrar o rei e adorá-Lo. Ouça o que disse Davi sobre o sacrifício:
“... porque não oferecerei ao Senhor meu Deus holocaustos que não me custem nada" II Samuel 24:24
Romanos diz desta maneira: "Rogo-vos pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional" Romanos 12:01
Realmente adoração requer sacrifício.
O maior presente - o maior sacrifício - que você pode dar a Deus é você mesmo. Você diz, mas eu não dei nada para ele hoje. Eu digo sim, você deu! Ainda hoje você lhe deu algo de si mesmo. Você tem dado a Ele o seu tempo por estar aqui. Você está preparado para uma viagem esta noite ao deixar o conforto de sua casa se vestir e pronto para procurar um rei. Você pegou seu carro – usou a gasolina para vir à igreja. Alguns de vocês no momento da oferta vieram ao gazofilaço entregaram uma oferta para ajudar a pagar as despesas do reino e manter o prédio da igreja - água, eletricidade, zelador, todos têm que ser pagos. Quando você coloca sua oferta no gazofilaço você ajudou a manter o reino de Deus. Quando você veio hoje você veio como um sacrifício vivo - mesmo que você não pode vê-lo como - mesmo que você pode não ter percebido isso. Os esforços que você faz para adorar a Deus é o seu sacrifício para ele. Mas aqui é um fato que eu quero que todos vocês se lembrem:

Fato: “O que Deus quer, acima de tudo - acima de tudo; eu”
Ele quer seu coração - Ele quer sua atenção - a pergunta a fazer é: O que estou disposto a dar-Lhe? Estou disposto a dar-lhe o meu melhor? Estou disposto a ir em uma jornada espiritual para adorá-Lo? Estou disposto a desistir de minha zona de conforto para seguir a Cristo? Os Reis Magos estavam - e você?
 
O terceiro ponto que eu quero observar é:

3. A jornada de um homem sábio é uma jornada de mudanças.
Veja o versículo doze: “Então, sendo por divina revelação avisados ​​em sonhos para não voltarem a Herodes, partiram para a sua terra por outro caminho”
Não é interessante que depois que eles adoraram a Jesus; não podiam voltar da mesma maneira que eles tinham vindo? Acho que é um fato até hoje. Uma vez que você se encontrou com Deus, você nunca mais será o mesmo. Um encontro com Deus muda as coisas - ele muda você - não é? Sempre foi assim.
Jacó lutou com Deus e nunca mais andou do mesmo jeito o resto de sua vida.
Isaías entrou na presença de Deus e "Ai de mim, pois estou perdido! Porque eu sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de lábios impuros; Porque os meus olhos viram o Rei, O Senhor dos Exércitos" Isaías 6:5. Ele nunca mais foi o mesmo.
Jó questiona a Deus uma e outra vez sobre seu sofrimento e quando Deus aparece Jó diz. "Eis que sou vil; que te responderia eu? Antes ponho a minha mão sobre a boca. Uma vez tenho falado, e não replicarei; ou ainda duas vezes, porém não prosseguirei" Jó 40:4-5
Jó se encontrou com Deus e se tornou um homem mudado.
Isso é o que acontece quando andamos na presença de Deus. Somos transformados. Foi o que aconteceu aos sábios quando encontraram Cristo - eles foram mudados. Isso é o que acontece quando nos deparamos com Cristo - as coisas se tornam diferentes.

Conclusão: É tempo de Natal e ouvimos a história dos sábios do oriente. Eles eram sábios porque eles tinham fé, eles eram sábios, porque eles adoravam e eles foram mudados para sempre - tudo por causa de uma criança. E você? Você está procurando uma mudança em sua vida? Encontra-se com Cristo neste Natal e posso garantir que você vai ser mudado. As coisas serão diferentes. Um passo de fé e busque-o como os sábios fizeram.

Pr. Aldenir Araújo

Postar um comentário Blogger Disqus

 
Top