Um adorador por excelência
Texto: Marcos 14:3-9 

I. Um adorador por excelência faz o que outros não fazem. V. 3

“Estando ele em Betânia, reclinado à mesa em casa de Simão, o leproso, veio uma mulher que trazia um vaso de alabastro cheio de bálsamo de nardo puro, de grande preço; e, quebrando o vaso, derramou-lhe sobre a cabeça o bálsamo”.
1. Maria de Betânia é um modelo de adorador por excelência que expressa sua adoração como ninguém no Novo Testamento.
2. Sua oferta de adoração a Jesus não foi somente extraordinária porque ela entrou no jantar para ungi-lo, mas pelos valores e significados que isto tinha.
a. O frasco: Era de alabastro. Um vaso especial que tinha seu próprio valor. Era feito de uma peça talhada e por suas características era de um cristal semiprecioso. O que rompeu foi o selo da tampa.
b. O perfume: era de nardo puro. Era um perfume importado que era somente produzido na índia e as plantas eram encontradas a 3.500 metros de altura. O nardo era caro e raro.
c. O preço: aproximadamente uns $3200 dólares, ou seja, quase $ 6000 Reais.
d. O efeito: era um perfume muito forte – um extrato, que enchia de frescor a pessoa que o usava.
e. O significado: Os reis eram ungidos com este tipo de perfume nos dias anteriores a sua coroação.

II. Um adorador por excelência desperta as reações das pessoas medíocres. V. 4-5

“Mas alguns houve que em si mesmos se indignaram e disseram: Para que se fez este desperdício do bálsamo? Pois podia ser vendido por mais de trezentos denários que se dariam aos pobres. E bramavam contra ela”.
1. Os discípulos consideraram um desperdício.
a. Fizeram as contas e chegou à conclusão que equivalia a um ano de salario de um trabalhador.
b. Porque desperdiçar tanto dinheiro?
c. Seguramente Maria de Betânia era filha de Simão e irmã de Marta e Lazaro, que era uma família de boa situação econômica, era como desperdiçar os recursos que se podiam utilizar para os pobres.
d. Os outros começaram a repreendê-la.
e. Será que alguém pensou em Jesus?
2. Nossa adoração
a. O modelo de adoração de Maria foi extraordinário.
b. Ela considerou Jesus como a mais alta dignidade.
c. Era um Rei e devia ser honrado.
3. Maria via o que os demais não viam.
a. O adorador por excelência vê, o que os demais não veem.
b. Ele reconhece Jesus como seu Rei, vê e faz coisas que os outros não entendem.
c. Sua oferta foi investimento de adoração, a quem em poucos dias seria coroado Rei ao morrer na cruz.

III. Um adorador por excelência é reconhecido e levantado por Deus. V. 6-9

 “Jesus, porém, disse: Deixai-a; por que a molestais? Ela praticou uma boa ação para comigo. Porquanto os pobres sempre os tendes convosco e, quando quiserdes, podeis fazer-lhes bem; a mim, porém, nem sempre me tendes. ela fez o que pode; antecipou-se a ungir o meu corpo para a sepultura. Em verdade vos digo que, em todo o mundo, onde quer que for pregado o evangelho, também o que ela fez será contado para memória sua”.
1. Jesus elogiou Maria por seu ato de adoração isento de egoísmo.
a. A essência da adoração a Cristo é presenteá-lo como nosso maior amor, respeito e devoção e estar dispostos a sacrificar diante dele o que nos seja mais apreciado.
2. O reconhecimento do Senhor.
a. Derramou Cristo a Sua alma até morrer por nós, e pensaremos que há algo demasiado precioso para Ele?
b. Damos-lhe o unguento precioso de nossos melhores afetos?
c. Amemos-lhe com todo o coração, ainda que o amor e o afeto sejam mal entendidos e culpados; e lembremos que a caridade para com o pobre não será desculpa de nenhum ato particular de piedade para com o Senhor Jesus.
d. Cristo elogiou a piedosa atenção desta mulher para que os crentes de todas as épocas soubessem. Quem honra a Cristo, será honrado por Ele.

Conclusão: Nossa vida se fortalece na dependência e na adoração ao Senhor.
Devemos aprender a ser pessoas extraordinárias em adoração. Em Espírito e em verdade.
1. Um adorador por excelência faz o que outros não fazem.
2. Um adorador por excelência desperta as reações das pessoas medíocres.
3. Um adorador por excelência é reconhecido e levantado por Deus.

Pr. Aldenir Araújo

Postar um comentário Blogger Disqus

  1. Gostei muito do texto! ;) E obrigada por ter visitado meu blog!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Achei muito interessante e gostei muito pois isso nos leva a adorar a Deus verdadeiramente e venha a buscar ele .
    E que cada dia nos possamos aprender,aperfeiçoar a ter um encontro com o senhor,e nos espelhar como Maria a adorar a Deus em espirito e em verdade.Porque DEUS está a procura dos verdadeiros adoradores
    refrão de uma música:
    Pra te adorar oh rei dos reis foi que eu nasci, oh rei Jesus, meu prazer é te louvar, meu prazer é está nos atrios do Senhor,meu prazer é viver na casa de Deus, onde flui o amor....

    ResponderExcluir
  3. É muito bom quando entendemos o lemos ou cantamos.
    Acredito que muitos que cantam o hino Vaso de Alabastro de Mara Lima, nunca entendeu o verdadeiro sentido do hino. Lendo essa mensagem fica bem claro o impacto no sentido adoração.

    ResponderExcluir

 
Top