Um pregador digno de ser imitado

Um pregador digno de ser imitado Texto: I Tessalonicenses 2:1-12

Introdução:
1. O que torna um pregador; um "bom" pregador?
a. Veste a roupa "adequada"?
b. Faz um discurso "eloquente"?
c. Dirige um automóvel "adequado"?
2. I Tessalonicenses 2:1-12.

I. A mensagem. V. 2.

[post_ad]
A. Chamado o Evangelho de Deus, porque ele se originou com Deus.
1. Gálatas 4:4 - "vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,”.
B. O evangelho é o poder de Deus.
1. Romanos 1:16 - "Pois não me envergonho do evangelho de Cristo. Pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu, e também do grego"
C. Devido Paulo compreender que o evangelho é o poder de Deus para a salvação, ele estava pronto para pregar o evangelho.
1. Romanos 1:15 - "Então, tanto quanto está em mim, estou pronto para pregar o evangelho, a vós que estais em Roma."
D. O evangelho é destinado a todos os homens.
1. Mateus 28:18-20 - "Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século".

II. A maneira.

A. Corajosamente (vers. 2-4). Paulo pregou corajosamente apesar de suas perseguições anteriores em Filipos e Tessalônica. Essa ousadia não vem naturalmente, mas tem que ser desenvolvida. Não há lugar no céu para os medrosos.
1. II Timóteo 1:6-8 - "Por esta razão, pois, te admoesto que reavives o dom de Deus que há em ti pela imposição das minhas mãos. Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação. Não te envergonhes, portanto, do testemunho de nosso Senhor, nem do seu encarcerado, que sou eu; pelo contrário, participa comigo dos sofrimentos, a favor do evangelho, segundo o poder de Deus".
2. Apocalipse 21:8 - "Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte”.
B. Carinhosamente (vers. 7-8).
1. II Timóteo 2:24-26 - "Ora, é necessário que o servo do Senhor não viva a contender, e sim deve ser brando para com todos, apto para instruir, paciente, disciplinando com mansidão os que se opõem, na expectativa de que Deus lhes conceda não só o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade, mas também o retorno à sensatez, livrando-se eles dos laços do diabo, tendo sido feitos cativos por ele para cumprirem a sua vontade".
C. Constantemente (vers. 9).
1. Atos 20:31 - "Portanto, vigiai, lembrando-vos de que, por três anos, noite e dia, não cessei de admoestar, com lágrimas, a cada um"
D. Com caráter (versículo 10).
1. II Coríntios 6:3 - "não dando nós nenhum motivo de escândalo em coisa alguma, para que o ministério não seja censurado”.

III. A motivação.

A. Sem cobiça (vv. 5-6). A cobiça é uma característica dos falsos mestres.
1. II Pedro 2:1-3 - "Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. E muitos seguirão as suas práticas libertinas, e, por causa deles, será infamado o caminho da verdade; também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme"
B. Para agradar a Deus (vers. 4).
1. Gálatas 1:10 - "Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo".
C. A preocupação com os perdidos (versos 11-12).
1. Romanos 9:1-3 - "Digo a verdade em Cristo, não minto, testemunhando comigo, no Espírito Santo, a minha própria consciência: tenho grande tristeza e incessante dor no coração; porque eu mesmo desejaria ser anátema, separado de Cristo, por amor de meus irmãos, meus compatriotas, segundo a carne”. (Aqui Paulo fala especificamente de seu desejo de seus parentes carnais, isto é, os judeus. Mas certamente não podemos negar que Paulo tinha uma preocupação com todos os perdidos).
D. Paulo percebeu que ele era um devedor.
1. Romanos 1:14 - "Pois sou devedor tanto a gregos como a bárbaros, tanto a sábios como a ignorantes;"

Conclusão:
1. Que todos se esforcem para imitar Paulo em:
a) A mensagem que ele pregava.
b) Sua forma de pregação.
c) A sua motivação para pregar.

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Um pregador digno de ser imitado Reviewed by Aldenir Araujo on sexta-feira, novembro 05, 2010 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

All Rights Reserved by O Pregador © 2014 - 2015
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.