Como Triunfar sobre a Tentação

Por Aldenir Araujo  |  1/19/2010 Nenhum comentário

Como Triunfar sobre a TentaçãoTexto: Tiago 1:13-18  

Introdução:  Tiago pode ter ouvido que os cristãos estavam tentando escapar da culpa dos seus pecados. Alguns inclusive culpavam a Deus por seus fracassos.  

O crente deve conhecer...

I. A fonte da tentação

A. As tentações não vêm de Deus, v.13.  Deus não pode ser tentado, e Ele a ninguém tenta. Nós culpamos todos, mas menos nós mesmos. Nós somos especialistas em evasão. Alguns podem ter sugerido que Deus estava por trás da tentação em um sentido remoto.
[post_ad]
B. As tentações vêm de dentro da natureza humana, v. 14.  "Cada pessoa", um problema universal. "Tentado", apela o pecado para a natureza caída do homem.
C. As tentações estão enraizadas na vontade do homem, v.14. Satanás é o flautista de hamelin do pecado. Ele coloca o gancho do engano no coração do desejo. Nós temos uma escolha.

II. O curso da tentação. V.15

“Então" aponta para uma sequência de eventos.
A. A tentação começa com uma concepção, v.15. A palavra "concebida" (sullabousa)http://concordance.biblos.com/ é uma combinação de "sol" (juntos) e "Lambano" (tomar)http://www.searchgodsword.org/lex/grk/view.cgi?number=2983. A semente da tentação se une com o coração sem vigilância para iniciar o processo. Tentação não é pecado. Dar-lhe um abrigo em nossos corações e mentes é pecado.
B. A tentação continua com um nascimento, v.15. Se o homem alimenta e estimula o desejo por muito tempo, o pecado nasce. Ilustração: Eva no Jardim, Sansão e Dalila, Davi e Bate-Seba, Acabe e a vinha de Nabote.
C. A tentação termina com a morte, v.15. "Morte" (thanaton) θανάτοιςhttp://concordance.biblos.com/thanaton.htm  deterioração espiritual. Quando o pecado é executado acontece à morte do amor, influência, alegria, paz e, finalmente, a própria vida.

III. Os recursos para superar a tentação. VS 16-18

A. Preste atenção a advertência de Deus, v.16. O imperativo indica "deixar de ser enganado".
Gálatas nos diz: "Não vos enganeis..." Só um tolo despreza as advertências de Deus.
B. Confie no caráter de Deus, v.17. Todos os tipos e graus de bondade são de Deus. Ele é um Deus bom, que tem prazer em abençoar Seus filhos. Não há “sombra de variação", ou seja, Ele é imutável e não vai virar (mudar de direção) quanto à Sua bondade. Ele quer o que é melhor para nós.
C. Entre nos propósitos de Deus, v.18. Deus tem um plano para sua vida. O pecado trouxe a morte, mas Deus decididamente não quis deixar-nos morrer em nossos pecados. 
Seu querido Filho morreu em nosso lugar. Ele provê libertação do pecado, da pena do pecado, do poder do pecado, e, finalmente da presença do pecado. "Maior é Aquele que está dentro de nós do que aquele que está no mundo".

Conclusão: Quando nós confiamos em Deus, caminhamos com Deus, amamos a Deus, adoramos a Deus, servimos a Deus; guardamos os nossos corações e alimentamos a nossa fé (ver Filipenses 4:8), nós podemos triunfar sobre a tentação.  

Assim como Jesus "triunfou" sobre Satanás (Colossenses 2:15) Ele nos permitirá triunfo sobre a tentação. Há realmente "Vitoria em Jesus"! E, quando tivermos acreditado em uma mentira e tomado a isca de Satanás, graças a Deus há perdão através da confissão e arrependimento. Deus está interessado em ajudar pessoas que pecaram e estão arrependidas.  

Pr. Aldenir Araújo

Compartilhe:

Receba Esboços de Sermões e Estudos Biblicos em seu e-mail

Cadastre-se e receba direto no seu e-mail. É grátis! Digite o seu e-mail e depois confirme para começar a receber novidades exclusivas do Blog!

0 comentários:

E-mail Newsletter

Assine para receber Esboços de Sermões e Estudos Biblicos direto em seu email.

© 2015 O Pregador Powered by Blogger
Subir